24.11.2010 | 20h38


POLÍCIA

MPE pede indisponibilidade de bens de Marchetti, De Vitto e empresários

MIRO FERRAZ
DA REDAÇÃO

Os ex-secretários de estado, Vilceu Marchetti (Sinfra), Geraldo De Vitto (SAD) e todos os empresários envolvidos no "Escândalo dos Maquinários", eclodido no programa MT 100% Equipado, tiveram a indisponibilidade dos bens pedida pelo Ministério Público Estadual (MPE). O MPE também quer o ressarcimento do estado, com a devolução do dinheiro "roubado pelo bando".

O esquema de corrupção, segundo a polícia fazendária, comandado por Marchetti, desviou R$ 44 milhões na compra superfaturada de 700 máquinas (caminhões, tratores, escavadeiras e motoniveladoras) distribuídas para os 141 municípios do estado, poucos meses antes das eleições deste ano.

O MPE também pediu a perda dos diretos políticos de todos os envolvidos, além de proibir as empresas envolvidas no esquema, de formar qualquer tipo de contrato com o Estado pelos próximos 10 anos.

As ações civis foram propostas hoje pelo promotor de Justiça Mauro Zaque e estariam respaldadas em depoimentos e provas documentais.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO