31.05.2020 | 10h05


POLÍCIA / FORA DE CONTROLE

Motociclista leva tiro ao tentar atropelar policiais para não ser preso em ‘festa’

O rapaz que tentou fuga numa moto Honda Fan durante a madrugada deste domingo (31) furou dois bloqueis da PM e ainda bateu contra um Gol na Avenida Bruno Martini, em Sinop.


DA REDAÇÃO

Um motociclista de 20 anos, nome não divulgado, foi baleado e preso durante a madrugada deste domingo (31) ao tentar fugir de uma ‘festa’, momento em que foi perseguido pela polícia e ainda tentou atropelar dois militares para não ser pego.

A ocorrência deu início na Avenida dos Mognos, bairro Recanto Suíço, e terminou na Avenida Bruno Martini, quando o acusado bateu contra um carro e foi interceptado por uma guarnição da Polícia Militar (PM).

De acordo com a ocorrência, a PM recebeu diversas denúncias de que na Avenida dos Mognos estaria acontecendo uma festa, com grande aglomeração de pessoas e som automotivo.

Uma guarnição se deslocou ao bairro Recanto Suíço, formaram um bloqueio policial na avenida e começaram a realizar abordagens aos suspeitos.

Diante da situação de flagrante, o rapaz para não ser preso empreendeu fuga em sua motocicleta Honda Fan, em alta velocidade, quando se deparou com o bloqueio na avenida jogou a moto para cima de um militar, que se atirou no chão e desviou do veículo, furou o cerco e continuou a fuga.

Nesse momento, o militar sacou a arma e efetuou um disparo em direção ao acusado, que foi atingido no braço, mas ainda assim continuou conduzindo a moto.

Já no cruzamento com a Bruno Martini, o motociclista se deparou com um segundo bloqueio da PM, onde estava sendo realizada uma blitz, quando desobedeceu pela segunda vez a ordem de parada, novamente tentou atropelar um policial e passou em alta velocidade, mas poucos metros a frente perdeu o controle da direção e bateu contra um Volkswagen Gol.

O rapaz ainda se levantou, subiu na moto e tentou continuar a fuga, trafegando por cima de canteiros e na contramão, porém, foi interceptado por uma viatura da polícia e teve que parar.

O acusado recebeu voz de prisão, no entanto, precisou ser encaminhado ao Pronto-Socorro do município para receber cuidados médicos.

O rapaz permaneceu internado na unidade de saúde, acompanhado por uma escolta policial, e assim que receber alta hospitalar será encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde responderá pelo crime de atentar contra a vida dos policiais, desobediência, danos, direção perigosa e ameaça contra a administração pública.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO