16.09.2015 | 08h00


"NOIVA" NA CADEIA

'Menor' que obrigou mulher a sexo oral na frente do marido amarrado pode ficar livre

Ele está sendo estuprado na cadeia já que, nem bandidos aceitam o crime que ele cometeu; a defesa sugere liberdade, já que a integridade física estaria comprometida.


DA REDAÇÃO

A Justiça deve julgar nos próximos dias um pedido de transferência do menor W.S.O., de 17 anos, que vem sendo "estuprado e espancado" por outros ‘companheiros’ de cela, no Centro Socioeducativo de Cuiabá (antigo Pomeri). O menor foi preso no dia 2 de agosto deste ano, após estuprar uma mulher na frente do próprio marido, durante um roubo na residência do casal. O caso ocorreu no bairro Água Limpa, em Várzea Grande. Ele obrigou a mulher a fazer sexo orla nele e o comparsa batia e obrigava o marido a ver a cena. 

O advogado pede transferência do menor para outro centro socioeducativo do estado. No entanto, se nenhuma unidade tiver vaga, a defesa sugere que o ‘reeducando’ ganhe liberdade, já que se continuar ‘internado’, no Pomeri, a integridade física dele estaria comprometida.

O advogado de W.S. pede transferência do menor para outro centro socioeducativo do estado. No entanto, se nenhuma unidade tiver vaga, a defesa sugere que o menor fique solto, já que, se continur ‘internado’, no Pomeri, a integridade física dele estaria comprometida, segundo o advogado. 

De acordo com uma fonte do , dias após ser ‘internado’ no Pomeri, os reeducandos descobriram o motivo da prisão dele, o espancaram e violentaram sexualmente. “Na lei dos bandidos, estupradores são ‘condenados’ a sofrerem o mesmo crime que cometeram”, destacou. Nem na cadeia o crime dele é aceito. 

O CRIME

A vítima contou à Polícia Militar que o menor acariciou suas as partes íntimas e a obrigou a fazer sexo oral, enquanto o comparsa segurava uma faca contra o pescoço de seu marido. Em seguida, o menor ainda tentou fazer sexo anal, mas não teve êxito.

O menor, na companhia do comparsa, Leonardo Gomes Rocha Filho, de 18 anos, invadiu a casa do casal, pela manhã. Armados com uma faca, eles renderam as vítimas e começaram a procurar produtos de valor na residência.

A vítima contou à Polícia Militar que o menor acariciou suas as partes íntimas e a obrigou a fazer sexo oral, enquanto o comparsa segurava uma faca contra o pescoço de seu marido. Em seguida, o menor ainda tentou penetração anal na mulher, mas não conseguiu consumar o ato. 

Após os crimes, a dupla fugiu em uma picape Strada de propriedade das vítimas. No entanto, o bandido que dirigia acabou batendo o carro no muro de uma casa, no bairro Jardim Imperador, também em VG. W.S. foi preso e reconhecido pelas vítimas.

Cinco dias depois, Leonardo acabou se apresentando à Polícia Civil, acompanhado de um advogado. No depoimento, o acusado apontou o menor como o autor do estupro.  O bandido está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE).

LEIA MAIS AQUI

 

Bandido acusa menor de ter estuprado mulher em roubo à residência/ crime ocorreu na frente do marido











(12) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

teves neves  18.09.15 19h46
QUEM TÁ COM DÓ????......TEM QUE FICAR LÁ MESMO.....SENTIR NA PELE A COVÁRDIA QUE ELE FEZ, SOLTAR ELE VAI BARBARIZAR MAS AINDA AQUI FORA.....DEIXA ELE LÁ UNS 20 ANOS....VAI SAIR DE LÁ MOÇINHA....

Responder

2
0
vania  18.09.15 17h34
e a integridade da mulher que foi estrupada, e a integridade de novas vitimas.

Responder

2
0
povo mané  17.09.15 06h32
Tem q deixar esse vagabundo mofar na cadeia e fazer o ânus dele virar a zavessa

Responder

2
0
povo mané  17.09.15 06h26
Tem q deixar esse vagabundo mofar na cadeia e fazer o ânus dele virar a zavessa

Responder

1
0
Noe Rafael da Silva  17.09.15 00h42
Esse bandido deve ficar até o fim da vida na cadeia. Olha só, se for liberado ele irá sem sombra de duvida cometer novo delito.E daí, quem vai responder por esse novo caso?

Responder

2
0
Matéria(s) relacionada(s):

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER