10.10.2019 | 16h00


LADRÃO E VAGABUNDO

Menor confessa que invadiu casa, matou mulher a facadas e decepou cabeça; Policia libera

O menor A. , de 17 anos, disse que foi xingado pela vizinha e que, por isso, matou. Acompanhado pela mãe e conselho tutelar, foi liberado após depor na polícia


DA REDAÇÃO

Um menor de 17 anos, nome não revelado, foi apreendido durante a tarde de quarta-feira (09), em Juara (656 km da Capital), por assassinar a facadas, a vizinha Fátima Pupo Camargo, 45 anos, após desavença, em que a vítima teria chamado o menor de “ladrão e vagabundo”.

O corpo da mulher foi encontrado em estado avançado de decomposição por vizinhos, no domingo (06), na casa onde morava, no bairro Linha Julião.

As investigações da Delegacia de Polícia Civil do município, sob o comando do delegado Carlos Henrique Engelmann, apontaram para o menor como autor do assassinato.

Ele foi encontrado e encaminhado para a delegacia, acompanhado da mãe e de uma conselheira tutelar, onde confessou o crime durante depoimento, quando explicou os motivos que levaram a cometer o homicídio.

Segundo ele, durante uma discussão, a vítima teria o chamado de ladrão e vagabundo e por isso ele invadiu a casa dela, durante a madrugada e a atingiu com diversos golpes de faca, enquanto a mulher dormia. O assassino relatou ainda que, em determinado momento, viu a vítima agonizando na cama, quando deu um golpe final na garganta e terminou o assassinato, decepando a cabeça.

O menor foi ouvido e liberado, já que não havia sido preso em flagrante e até o momento não existia nenhuma ordem judicial contra ele que o mantivesse na cadeia.

Após o crime solucionado, o inquérito será convertido em procedimento especial de apuração de ato infracional e em seguida encaminhado ao Judiciário e ao Ministério Público Estadual (MPE).











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER