19.11.2010 | 12h07


POLÍCIA

Menino de 13 anos comanda troca de tiros com PMs em Cuiabá

ADILSON ROSA
DIÁRO DE CUIABÁ

Quatro adolescentes chefiados por um garoto de 13 anos abriram fogo contra policiais militares durante o roubo de uma motocicleta anteontem à noite no Jardim de Alah, em Várzea Grande. Os policiais revidaram e balearam o chefe da gangue na perna. Um outro integrante do bando, um garoto de 17 anos, foi preso ao tentar se esconder numa casa próxima. Os outros assaltantes - todos adolescentes - fugiram por um matagal. O garoto baleado foi levado ao Pronto-Socorro de Várzea Grande (PSVG), onde está em observação.

O confronto ocorreu por volta das 21h30, próximo do Caic Júlio Domingos de Campos. Policiais militares cercaram o local, mas os bandidos se aproveitaram de haver um matagal para se esconder. Os policiais não apreenderam as armas que estavam com os adolescentes.

Segundo os PMs, eles foram informados sobre um assalto a uma residência do bairro, mas descobriram que os bandidos não conseguiram invadir o recinto e acabaram rendendo filho e mãe que estavam em uma motocicleta Honda Biz azul.

Assim que tomaram o veículo, os assaltantes depararam-se com os policiais que seguiam para outra rua para procurar os moradores da casa onde houve a tentativa de assalto. "Assim que nos viram, os assaltantes correram e começaram a atirar. Então, houve o revide e um deles ficou baleado", explicou um dos policiais.

Moradores disseram ter escutado vários tiros. Como estava escuro, eles não sabiam o que estava ocorrendo. Minutos depois, foram informados de que se tratava de um confronto entre assaltantes e policiais.

Os militares solicitaram reforços e cercaram o local. Outro integrante do bando também foi preso numa casa próxima onde tentava se esconder. "Os demais se misturaram com populares e conseguiram escapar. Com certeza, tinha algum veículo esperando os assaltantes", assinalou um dos policiais.

A motocicleta roubada foi abandonada pelos ladrões. O proprietário relatou que os bandidos foram truculentos, pois um deles apontou uma arma longa para a cabeça da mãe dele e obrigou os dois ocupantes da moto a descer. Ela teve o revólver apontado para a cabeça e o assaltante ameaçou atirar, caso o filho reagisse.

Da Delegacia do Complexo do Parque do Lago, os garotos foram transferidos para a Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) de Várzea Grande. Policiais plantonistas não souberam informar se os adolescentes possuem antecedente.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO