24.01.2020 | 17h05


CASOS DE FAMÍLIA

Menina de 11 anos denuncia que foi estuprada por marido da avó dentro de casa

Homem negou a acusação e se diz perseguido pela a mãe da menor.


DA REDAÇÃO

Um homem de 34 anos, nome não revelado, foi preso na noite dessa quinta-feira (23) acusado de estuprar a neta de sua esposa, uma criança de 11 anos, em casa. O crime teria acontecido na terça-feira (21), no município de Sorriso (420 km da Capital).

De acordo com a ocorrência, a menina contou à mãe que o ‘avô’ teria passado a mão em suas partes íntimas, quando a mulher ficou descontrolada e tentou atingir o padrasto com um facão, em defesa do abuso contra a filha.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e no local encontrou a mãe da vítima muito nervosa e ainda com a arma nas mãos.

Após o relato da mulher denunciando o padrasto, o homem foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvido pelo delegado, negou as acusações e foi liberado, já que não houve flagrante.

O Conselho Tutelar foi chamado para acompanhar a ocorrência. A Polícia Civil investiga o caso.

O advogado do acusado, Mathis Haley Puerari Pedra, disse que a acusação é caluniosa e que o cliente estava passando por um problema familiar, já que teria pedido para a enteada e a filha dela de 11 anos deixassem a casa dele, onde estavam morando.

O advogado explica ainda que a prisão do cliente é ilegal, já que o suposto abuso aconteceu na terça-feira e a prisão na quinta, ou seja, fora do flagrante.

“Ele nega com veemência os fatos e narra uma situação de conflito dentro da casa, o que deve ter levado a essa denúncia caluniosa. É importante destacar a ilegalidade dessa prisão tendo em vista que os fatos narrados teriam acontecido na terça-feira e a prisão em flagrante, em tese, ocorreu na quinta-feira”, advogado Mathis Haley ao site SóNotícias.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO