04.06.2020 | 10h45


POLÍCIA / MUNDO DOS FACCIONADOS

Membro do CV é cercado no meio da rua e executado com 6 tiros

Natanael da Silva Reis tinha 22 anos e foi preso em junho do ano passado acusado de envolvimento em cinco assassinatos praticados no período de um mês em Sinop


DA REDAÇÃO

Membro da facção criminosa Comando Vermelho, Natanael da Silva Reis, 22 anos, foi executado com pelo menos seis tiros, sendo três na cabeça, durante a noite dessa quarta-feira (03) quando passava de bicicleta pela rua Cinco, bairro Jardim Boa Esperança, em Sinop (500 km da Capital).

De acordo com a ocorrência, um veículo Hyundai HB-20 branco teria cercado a bicicleta, por volta das 22h. Um dos bandidos, ainda não identificado, atirou contra Reis.

Uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros identificou, além dos três disparos contra a cabeça, outro que atingiu um ombro e mais um em cada braço. Natanael Reis foi encaminhado ao Hospital Regional, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde.

Ainda não há informações que apontem os assassinos e nem da motivação do crime, no entanto, o rapaz tinha passagem criminal por homicídio e por envolvimento com facção criminosa.

Natanael foi preso em junho do ano passado numa operação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), acusado de integrar a facção criminosa responsável por cinco execuções em Sinop no período de 20 de março a 22 de maio de 2019. Ele conseguiu a liberdade provisória em janeiro deste ano. Já respondia pelo homicídio de Fabrício Cardoso Pereira, o segundo a ser morto. E também já tinha sido denunciado por formação de quadrilha e por ser integrante do CV.

A Polícia Militar realizou buscas ontem em Sinop pelo HB-20 dos bandidos, mas não obteve sucesso.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) também foi acionada e colheu evidências que ajudem a apontar as circunstâncias do crime e rastros dos assassinos, sendo apreendido na cena do crime estojo de munição de pistola calibre 9mm.

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil acompanhou os trabalhos da perícia, conversou com testemunhas no local e deu início aos trabalhos de investigação.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO