alexametrics
18.01.2011 | 15h25


POLÍCIA

Médicos mantêm greve por falta de lotacionograma, diz sindicato

ROBERTA DE CÁSSIA   11h15
DA REDAÇÃO

O Sindicato dos Médicos de Várzea Grande contestou liminar que obrigava a volta ao trabalho em VG pelo fato da prefeitura não fornecer o lotacionograma dos médicos. "Sem o documento o Sindimed não tem como cumprir a liminar que determina a volta de 60% do atendimento de saúde no município", diz a presidente do sindicato, Renata Batista.

Segundo ela já foi solicitado duas vezes para a prefeitura o lotacionograma dos médicos, para saber quem trabalha em qual unidade, se é contratado, se é concursado, qual o período que deve tirar de plantão para que o sindicato possa fazer a escala e atender a liminar. "Contestamos pedido via justiça que nos seja entregue esse documento para que possamos fazer a escala conforme a liminar", afirma ela.

Com a contestação e pela falta do lotacionograma, o Sindimed fica desobrigado de pagar a multa diária de R$ 10 mil por descumprimento da liminar. "Vamos aguardar a decisão da justiça mantendo os serviços de urgência e emergência no Pronto Socorro", completa Renata.

No dia 20 de janeiro haverá outra assembleia dos médicos no Pronto Socorro para nova avaliação da greve.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime