24.03.2020 | 10h25


POLÍCIA / EXECUÇÃO

Mãe ouve tiros e encontra filho adolescente morto no quintal

Adolescente foi executado com disparos de arma de fogo na cabeça e tinha passagens criminais por crime de tráfico de drogas


DA REDAÇÃO

Uma mulher encontrou o filho de 17 anos, identificado como Carlos Gerônimo da Silva, caído no quintal de casa. Ele foi assassinado com tiros na cabeça, durante a madrugada desta terça-feira (24), no bairro Rio Verde, em Lucas do Rio Verde (332 km da Capital). Não há informações sobre o motivo da execução.

De acordo com informações do site do Tribunal de Justiça, Carlos tinha passagens por crime de tráfico de drogas.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para prestar socorro ao adolescente, mas quando o resgate chegou apenas constatou a morte do jovem.

A Polícia Militar atendeu a ocorrência por volta das 3h, quando isolou a área e acionou os órgãos competentes.

De acordo com a ocorrência, a mãe da vítima escutou vários tiros sendo disparados na rua e, após os barulhos pararem, ela saiu e encontrou o filho baleado no quintal.

Vários vizinhos apareceram no portão da casa da família após escutarem os tiros e os gritos de socorro da vítima.

Em seguida, a Polícia Militar saiu em rondas procurando pelos envolvidos no homicídio ou ainda por informações que ajudem a identificar quem é o autor dos disparos.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) analisou as condições em que o corpo foi encontrado e periciou todo a área do crime, para colher informações técnicas que apontem as circunstâncias do assassinato. O cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia.

Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso por envolvimento no crime.

A Polícia Civil acompanhou todo o trabalho da Politec, conversou com a mãe do jovem, abordou vizinhos que pudessem ter visto a ação do assassino e deu início às investigações.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO