11.04.2012 | 18h31


POLÍCIA / MORTE PIZZARIA

Mãe de jovem carbonizada em forno de pizzaria entra na justiça

Duas ações serão movidas contra o comerciante e filho



A mãe da jovem Katsue Estefane Vieira (queimada dentro do forno de uma pizzaria) entrará com duas ações uma por danos morais e outra por alimentos contra o proprietário do estabelecimento. Serão acionados o comerciante Francisco Gonçalves de Oliveira e seu filho, Weber Melques de Oliveira, 22.
 

Sem condições de pagar um advogado, a mãe Maria Eunice Pereira dos Santos, está sendo amparada pelo Núcleo de Práticas Jurídicas da Universidade de Cuiabá (Unijuris). Logo, o advogado é Naime Márcio Martins Moraes Segundo o advogado, será solicitada a transferência da guarda da criança para a mãe de Katsue.


Ainda de acordo com Martins o pai da criança não possui emprego fixo, além disso, é usuário de droga, dessa forma, cabe aos comerciantes prover o sustento da criança e dos demais integrantes já que a jovem era responsável por manter a família.


Weber é acusado de matar a jovem e, depois carbonizar o corpo no forno de uma pizzaria localizada no bairro Barbado, nas proximidades da Avenida Carmindo de Campos. O Crime ocorreu no dia 3 de fevereiro.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO