25.05.2020 | 17h22


POLÍCIA / GUERRA DE FACÇÕES

Jovem é executado com 20 tiros e dois adolescentes ficam feridos em acerto de contas; veja vídeo

Câmera de segurança de uma residência próxima gravou movimentação na região e os bandidos deixando o local durante a noite do último sábado no centro de Pontes e Lacerda.


DA REDAÇÃO

Luca Mateus Campos da Silva, 21 anos, foi executado com cerca de 20 tiros durante a noite do último sábado (23), vítima de um suposto acerto de contas entre facções rivais. O crime foi na porta da casa de amigos, na esquina da avenida Mato Grosso com a rua 14 de Fevereiro, centro de Pontes e Lacerda (448 km da Capital).

Dois adolescentes, sendo uma garota de 15 anos, identificada pelas iniciais M.L.L., e um menino de 17, L.H.N.S., também foram atingidos pelos tiros e um deles foi encaminhado ao hospital em estado grave. 

Uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros prestou os primeiros atendimentos às vítimas e encaminhou os pacientes ao Hospital Vale do Guaporé.

De acordo com a ocorrência, três homens usando capuz e armados com pistolas passaram pelo local, começaram a ‘metralhar’ o rapaz e fugiram em seguida.

A Polícia Militar (PM) atendeu a ocorrência por volta das 21h, quando isolou o local e comunicou o fato à Polícia Civil e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Em seguida, os militares conversaram com testemunhas, que relataram que o atentado seria por motivos de que a vítima e os atiradores são de facções criminosas rivais, e o caso seria um ‘acerto de contas’.

Policiais saíram em rondas pela região em busca dos acusados, mas os atiradores não foram encontrados.

A Polícia Civil acompanhou todo o trabalho da perícia, conversou com testemunhas e teve acesso a imagens de uma câmera de segurança de uma casa da região, que gravou a movimentação no local e vai ajudar na identificação dos assassinos.

Veja vídeos











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO