21.07.2019 | 07h40


MORTES NO ATACADÃO

Inquérito que pode apontar novos envolvidos em assalto está em fase final

A tentativa de assalto ao carro-forte resultou na morte de três bandidos, em maio deste ano, no Atacadão do bairro Tijucal, em Cuiabá.


DA REDAÇÃO

Celulares e outros materiais apreendidos pela Polícia Civil no caso do atentado ao carro-forte do Atacadão do Tijucal estão em fase final de análise dos técnicos da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). A intenção é identificar todos os envolvidos no ataque que resultou na morte de três bandidos, no dia 10 de maio, em Cuiabá.

Conforme apuração feita pelo , um relatório sobre os dados pertinentes à investigação está sendo produzido pelos agentes.

Além dos três bandidos mortos, há suspeita de que pelo menos 10 assaltantes estejam envolvidos no ataque. Ninguém foi preso.

No dia do fato, o estacionamento do mercado virou uma ‘praça de guerra’. Centenas de pessoas estavam fazendo compras quando o ataque aconteceu. O alvo dos bandidos era um carro-forte da empresa Brinks que fazia o abastecimento de dinheiro em caixas eletrônicos do Banco 24 horas. Não houve feridos, além dos bandidos que foram mortos em confronto com um vigilante e a polícia civil.

ATACADÃO

O assalto terminou em tiroteio.

Conforme noticiado anteriormente, a GCCO havia solicitado à Justiça a quebra de sigilo telefônico da vigilante da empresa Brinks envolvida na troca de tiros. Ela aparece sendo ‘abraçada’ por um dos bandidos, sem que nenhum dos dois disparasse um contra o outro.

 

Além dessa ação suspeita, a esposa de um dos bandidos mortos prestou depoimento afirmando que era a vigilante quem havia ‘dado o canal’ para o marido e comparsas.

Veja o vídeo

 

O crime

RepórterMT

atacadao

Três bandidos morreram no dia do crime.

A quadrilha, composta por pelo menos 10 integrantes, já vinha sendo monitorada pelo GCCO, que sabia por meio de inteligência, que haveria ataque a um carro-forte em Cuiabá na tarde de sexta-feira (10). Os policiais só não sabiam onde.

No último minuto, as equipes souberam que a ação aconteceria no Atacadão do bairro Tijucal e foram para o local, onde um vigilante da Brinks já havia matado um dos bandidos.

Quando a Polícia Civil chegou no estacionamento do mercado, se deparou com dois assaltantes em um carro que dava apoio. Houve intensa troca de tiros, que resultou na morte dos ladrões.

Os outros criminosos conseguiram fugir junto com a multidão que fazia compras no local.

Vários vídeos foram divulgados nas redes sociais mostrando o desespero de quem presenciou os tiros. Houve correria e clientes amedrontados se jogando no chão.

Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito: Reprodução
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito: Reprodução
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito: Reprodução
Crédito: Reprodução
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito: Reprodução










(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

MARIA TAQUARA  23.07.19 08h32
e a segurança está envolvida? esse é o mistério dessa novela

Responder

0
0

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER