01.06.2020 | 10h00


POLÍCIA / INIMIGO ÍNTIMO

Idosa chama a PM e denuncia genro por cárcere privado e estupro

O acusado foi preso durante a noite desse domingo (31) acusado de violência contra a mulher e ainda foi pego em flagrante com armas dentro de casa, no bairro Jardim do Braz, em Araputanga.


DA REDAÇÃO

Um homem de 34 anos, nome não revelado, foi preso durante a noite desse domingo (31) acusado de manter a esposa, 34, em cárcere privado sob ameaça de morte, além de a vítima sofrer com maus-tratos e violência sexual diariamente dentro de casa no bairro Jardim do Braz, em Araputanga (345 km da Capital).

A vítima foi salva pela mãe, que denunciou o genro à Polícia Militar (PM).

De acordo com a ocorrência, a idosa teria relatado que estava viajando de Pontes e Lacerda a Araputanga para tentar buscar a filha e tirar dessa situação, junto com as duas netas.

Em posse das informações, os militares se deslocaram ao endereço do acusado, onde o mesmo recebeu os policiais.

Questionado sobre as denúncias e ainda se tinha armas em casa, o homem disse que realmente teve um desentendimento com a esposa, no entanto, negou ter armas. Então os policiais pediram autorização para fazer buscas, o que foi permitido pelo acusado.

Durante a varredura a PM encontrou uma arma de pressão cano curto modificada para uso de munição letal calibre .22. Questionado se na casa havia outras armas, o homem disse que não, mas que tinha uma segunda arma de cano longo, tipo espingarda, também modificada, e munições em um sítio na zona rural do município.

Os militares, junto do acusado, se deslocaram à propriedade onde encontraram a espingarda e cinco munições calibre .22 intactas.

Em seguida, a esposa, muito abalada emocionalmente, foi ouvida e relatou que sofre agressões e maus tratos já há algum tempo e desde então é proibida de sair de casa e teme pela própria vida e também pela das duas filhas do casal.

A vítima ressaltou que tem muito medo do marido, que já fez diversas ameaças de morte contra ela, e que não quer mais conviver com ele, porém, não sabe como sair dessa situação.

Diante das declarações e do flagrante das armas, o acusado foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvido pelo delegado de plantão e a ocorrência registrada por crimes de cárcere privado, ameaça, violência contra a mulher e por posse irregular de arma de fogo.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO