12.08.2019 | 17h00


CONFESSOU CRIME

Homem usou chave de fenda para matar filha de 7 meses no dia dos pais

Conforme a Polícia Civil, na cena do crime foram encontradas duas facas, uma esponja e uma chave de fenda, todas sujas de sangue.


DA REDAÇÃO

Diogo Morais Justino, de 23 anos, relatou à Polícia Civil que usou uma chave de fenda para matar a filha de apenas 7 meses de idade, no Dia dos Pais, último domingo (11). O crime aconteceu em Sapezal (a 474 km de Cuiabá).

A informação foi confirmada ao por um investigador da cidade. De acordo com a Polícia Civil, além da chave de fenda, duas facas com sangue foram encontradas no local e apreendidas.

Diogo também tentou se matar, após assassinar a filha, mas foi socorrido e levado ao hospital.

A menina foi encontrada sobre o peito dele, já morta. 

A suspeita é de que ele não tenha aceitado o término do relacionamento com a mãe da criança.

O assassino levou a bebê para passar o final de semana em sua casa, com autorização da mãe dela, devido ao Dia dos Pais.

A PJC relata que o criminoso tem histórico de problemas psiquiátricos, o que pode ter influenciado na motivação do assassinato. 

Peça Ajuda

O Centro de Valorização a Vida (CVV) realiza o combate e a prevenção ao suicídio, no Brasil.O CVV possui encontros presenciais do “Grupo de Apoio aos Sobreviventes do Suicídio”. A roda de conversa ocorre todas as quintas-feiras, a partir das 19h30, na sede do CVV Cuiabá, que fica na rua Comandante Costa, número 296, Centro Norte de Cuiabá. As pessoas também podem procurar ajuda pelo telefone 188 (CVV), que funciona 24h. Atualmente a entidade conta com um grupo de 2 mil voluntários que oferecem apoio emocional gratuito.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER