14.07.2020 | 12h58


POLÍCIA / TRANSPORTE COLETIVO

Homem se recusa a usar máscara e atira 4 vezes contra ônibus em VG

Motorista, seguindo orientações para evitar a disseminação do novo coronavírus e cumprindo decretos municipais, não deixou o passageiro embarcar, momento que


DA REDAÇÃO

Um passageiro, nome não revelado, do transporte público coletivo de Várzea Grande, é procurado pela polícia após cometer um atentado contra um ônibus da empresa União Transportes, no bairro 15 de Maio, no último domingo (12). Ele tentou embarcar no veículo sem usar máscara de proteção e foi impedido pelo motorista, quando atirou contra o ônibus.

De acordo com a ocorrência, o fato aconteceu em um ponto em frente a um supermercado do bairro. O motorista estacionou o veículo para que os passageiros pudessem descer ou subir.

União Transportes

ônibus tiros

Vidro do ônibus é uma das partes atingidas

Nesse momento, o condutor, conforme orientação de segurança contra a proliferação do novo coronavírus e determinação de decretos municipais, pediu para que o passageiro colocasse a máscara antes de embarcar. O homem teria se recusado, consequentemente, impedido de seguir no veículo.

Segundo testemunhas, o acusado foi para a traseira do ônibus, sacou a arma e começou a atirar. Foram pelo menos quatro disparos, mas nem todos acertaram o veículo. Posteriormente, foi verificado uma marca de tiro no vidro traseiro e outra na porta. Em seguida, o atirador fugiu e não foi mais encontrado. Ninguém se feriu.

A Polícia Militar (PM) foi acionada no local, escutou relato dos fatos do motorista e de testemunhas, que inclusive repassaram as características físicas do acusado e as roupas que estava usando, sendo camisa do flamengo, short de cor preta e com várias tatuagens pelos braços. Os militares saíram em ronda pela região, mas não encontraram o atirador.

O caso foi registrado e encaminhado à Polícia Civil, responsável por investigar o caso e buscar pelo paradeiro do acusado.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Benedito costa  14.07.20 18h05
A idéia prática pra esses casos, seria a polícia pegar esses que recusam a usar a máscara, dar um cacete e depois colocar uma mordaça neles, tirar a cueca em praça pública e colocar na cara do indivíduo como se fosse uma mascara.

Responder

4
0
Maria Auxiliadora Cândida Souza  14.07.20 17h46
Colocar arma na mão de gente desequilibrada, que se comporta como se ainda estivesse na idade média dá nisso!!!

Responder

2
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO