28.02.2020 | 10h15


POLÍCIA / TRATAMENTO PSIQUIÁTRICO

Homem que arrancou o coração da tia em MT pode deixar cadeia


DA REDAÇÃO

Análise da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) apontou que Lumar Costa da Silva, preso por matar e arrancar o coração da tia Maria Zelia da Silva Cosmos, tem Transtorno Bipolar Afetivo. 

A avaliação de insanidade mental foi solicitada pela Justiça Criminal de Sorriso (420 km de Cuiabá), cidade onde o crime foi cometido, em julho de 2019. O laudo pericial foi assinado no dia 22 de janeiro de 2020.

De acordo com a perita Luana Peres Frick, a condição mental de Lumar indica que ele não tinha controle ou consciência do crime cometido.

“Do exposto e verificado, concluímos que o periciado apresenta o diagnóstico de Transtorno Afetivo Bipolar tipo um, necessitando de tratamento psiquiátrico. À época dos fatos era inteiramente incapaz de entender a ilicitude dos seus atos e incapaz de determinar-se segundo este entendimento”, ressaltou a perita no relatório encaminhado à Justiça.

RepórterMT/Internauta

Maria Z�lia da Silva Cosmos e Lumar Costa da Silva

Lumar arrancou o coração da tia e levou até a casa da filha dela.

A perícia ainda interrogou Lumar por mais de 2 horas. Durante a análise foi traçado todo o perfil da vida dele até o momento do assassinato bárbaro.

Conforme a perícia, Lumar é o mais velho de três irmãos – um deles apresenta retardo mental. Ele cresceu em um ambiente de constantes brigas conjugais com o pai e a mãe, até a separação deles.

Enquanto morava com a mãe, Lumar relatou que era espancado quando criança. Disse que a mãe batia a cabeça dele na parede enquanto tomava banho e dizia que ele nem era ser humano.

A perícia ainda verificou que um tio paterno também apresenta transtorno bipolar afetivo – mesmo diagnóstico identificado em Lumar.

A Politec também destacou que apesar do transtorno, Lumar foi um aluno exemplar, concluiu os estudos e fez curso técnico, chegando a trabalhar em uma multinacional. Ele aprendeu a falar inglês, espanhol e até japonês sozinho no computador. 

Para o Ministério Público, Lumar é inteligente e autodidata e deve pagar pelos crimes.

Leia mais: MP descarta loucura de homem que arrancou coração de tia; Inteligente e autodidata

O laudo foi encaminhado à Justiça Criminal de Sorriso, que irá decidir se continua o processo contra ele ou indica o tratamento.

Entenda o caso

Lumar foi morar com a tia, Maria Zélia, em Sorriso após deixar a cidade de São Paulo, onde tentou contra a vida da própria mãe com um facão.

Conforme apurado pela Polícia Civil, ele se desentendeu com vizinhos já no segundo dia que estava na cidade, morando de favor na casa da tia.

Maria Zélia era religiosa e também não aceitava o fato do sobrinho usar drogas em sua casa e por isso pediu para que ele saísse do imóvel.

Lumar então deixou a casa da tia e estava morando em uma quitinete ainda na região, até decidir matar a senhora como vingança.

A perícia suspeita que a mulher ainda estava viva quando teve o tórax aberto pelo assassino já que o corpo apresentava espuma na boca e no nariz.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO