30.05.2020 | 11h19


POLÍCIA / MORTO A FACADAS

Homem encontra corpo do vizinho retalhado dentro de casa

O cadáver foi encontrado por um vizinho, que sentiu falta do amigo, e foi procurar por ele, no bairro Jardim das Oliveiras, em Sinop


DA REDAÇÃO

Um homem de 45 anos, identificado como José Gomes, foi encontrado morto dentro de casa com indícios de espancamento, ferimentos no rosto e perfurações na barriga causadas por faca, durante a madrugada deste sábado (30) no bairro Jardim das Oliveiras, em Sinop (500 km da Capital).

O corpo foi encontrado sobre a cama por um vizinho que foi à casa da vítima após José ficar ‘desaparecido’ por várias horas, o que não seria comum, segundo a testemunha.

A Polícia Militar (PM) foi acionada, isolou o local e comunicou o fato à Divisão de Homicídios (DHPP) da Polícia Civil do município e à Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica), órgãos responsáveis pelos procedimentos no andamento da ocorrência.

Segundo a testemunha, ela foi à casa de José porque o vizinho ‘estava sumido’ há muito tempo e então decidiu ver o que tinha acontecido.

Questionada sobre alguma movimentação estranha no local, a testemunha disse que não viu nada e nem soube apontar quem poderia ter cometido o crime.

Enquanto os peritos trabalhavam na análise das condições do corpo, que devido ao início do estado de decomposição, demonstra que José foi morto a pelo menos 24 horas, e ainda na coleta de evidências pela casa, que apontem as circunstâncias do homicídio, a DHPP verificou que a porta da casa foi arrombada.

Após os trabalhos da Politec, o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia, que vai determinar a causa clínica da morte.

Investigadores da DHPP conversaram com outros vizinhos, coletaram informações e deu início a apuração dos fatos.

A perícia irá emitir um laudo técnico, nos próximos dias, que dará base às investigações.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO