20.05.2020 | 13h55


POLÍCIA / FIM DE FESTA

Homem é preso após mostrar pênis para amiga enquanto conversavam

Vítima gritou, com medo de ser abusada sexualmente, e tarado saiu correndo, mas foi alcançado pela Polícia Militar que chegou rápido


DA REDAÇÃO

Um homem de 34 anos, nome não revelado, foi preso durante a madrugada desta quarta-feira (20) após mostrar o pênis para uma amiga, de 39 anos, dentro da casa dela, no bairro Cidade Nova, em Guarantã do Norte (715 km da Capital).

De acordo com a ocorrência, a Polícia Militar (PM) foi acionada por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) para atender uma ocorrência de assédio sexual. O acusado foi detido pelos militares ainda nas proximidades da casa da vítima.

Segundo o relato da mulher, ela estava em casa com alguns amigos conversando quando o conhecido chegou e se juntou ao grupo.

O tempo foi passando, os amigos começaram a ir embora, até o momento em que ficaram apenas a mulher e o acusado, já por volta das 1h45. Foi quando, segundo a vítima, o homem começou a demonstrar comportamento estranho.

Ele teria começado a mexer no pênis a todo momento, ainda dentro da bermuda, para chamar a atenção da vítima.

Ao reparar que a mulher já tinha percebido o ato libidinoso, o acusado teria colocado o pênis para fora e mostrado para a vítima, que assustada, teria gritado e pedido ajuda, com medo de ser abusada sexualmente.

Nesse momento o homem teria saído correndo e uma testemunha, que apareceu após os gritos, saiu correndo atrás do tarado.

A vítima ligou para a polícia, que chegou rapidamente, e conseguiu prender o acusado ainda na região.

O homem foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvido pelo delegado de plantão e permaneceu preso aguardando os procedimentos legais cabíveis ao caso.

A ocorrência foi registrada por crimes de assédio sexual e ato libidinoso.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO