30.06.2020 | 16h54


POLÍCIA / SANGUE FRIO

Homem é morto com 14 facadas após uma discussão com o vizinho

O homicídio aconteceu no início da tarde desta terça-feira (30), no bairro Getúlio Vargas, em Cuiabá; o acusado tem 24 anos e está foragido.


DA REDAÇÃO

Uma briga entre vizinhos terminou com um homem de 40 anos, identificado como Fábio Junior Dias de Oliveira, mais conhecido como “Fabinho”, morto com pelo menos 14 facadas no início da tarde desta terça-feira (30) no bairro Getúlio Vargas, em Cuiabá. O crime aconteceu na casa do acusado, um rapaz de 24 anos, que não teve o nome divulgado.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada no endereço para prestar socorro à vítima, porém, quando os médicos chegaram apenas constataram a morte de Fabinho.

A Polícia Militar (PM) atendeu a ocorrência, isolou o local e comunicou o fato à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), responsáveis pelos procedimentos no andamento do caso.

De acordo com a ocorrência, os dois vizinhos teriam discutido dentro da casa do acusado. Em determinado momento, durante a briga, o assassino se armou com uma faca e partiu para cima de Fábio, que foi atingido por diversos golpes. Em seguida, o rapaz fugiu.

Segundo testemunhas, mesmo ferido, Fabinho ainda tentou correr, mas não resistiu aos ferimentos e caiu de bruços na porta da residência.

Os militares saíram em buscas pela região, mas o acusado não havia sido encontrado até a publicação desta reportagem.

Os peritos analisaram as condições em que o corpo foi encontrado e periciaram toda a casa, colhendo evidências que apontem as circunstâncias do homicídio doloso. Na sequência, o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia.

Os investigadores da DHPP acompanharam os trabalhos da perícia e ainda colheram informações com as testemunhas, dando início às apurações do caso.

Um laudo com informações técnicas será publicado nos próximos dias e dará base às investigações do caso.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO