16.01.2020 | 20h00


VEJA VÍDEO

Homem é flagrado estuprando enteado de 1 ano e tenta matar esposa a facadas

A mulher, que está grávida do acusado, denunciou o caso à polícia no último sábado. O acusado continua solto.


DA REDAÇÃO

Um homem, nome e idade não revelados, foi acusado pela esposa de estuprar o enteado de apenas um ano dentro de casa enquanto ela tomava banho durante a noite de sábado (11), no bairro Jardim Lisboa, em Sinop (500 km da Capital).

A mulher, gestante do segundo filho, explicou ainda que após flagrar o marido violentando o filho, o acusado tentou matá-la a facadas.

De acordo com o depoimento da vítima ao programa Alô Sinop, da Rede TV, o flagrante aconteceu por volta das 21h30, quando ela tomava banho e escutou o filho gritar e chorar.

Ao chegar no quarto encontrou o marido se portando de um jeito ‘muito estranho’, com a calça desabotoada e baixada. O menino estava na cama, deitado de bruços e com a fralda de lado.

No momento em que a mulher pegou o filho no colo, o marido correu, pegou uma faca e foi para cima dela. Ainda segundo o relato, ela jogou a geladeira para cima dele e a faca caiu. Nesse momento, o acusado correu para o lado externo da casa para pegar um cabo de rodo para bater nela, mas ela trancou a porta e o pedófilo ficou preso do lado de fora.

Enquanto a vítima ligava para a Polícia Militar (PM), o marido fugiu.

Após passar o período do flagrante, o homem reapareceu e simplesmente nega todas as acusações.

A mulher relatou que estava casada com o acusado a cerca de um ano e que no início pareceu ser um bom homem.

Frequentava a igreja e fazia o papel de um bom pai para o menino, que era recém-nascido. Mas há pouco tempo começou a mudar, parou de ir aos cultos, começou a beber e andar com ‘pessoas estranhas’, levantando suspeita de envolvimento com drogas.

“Do bom marido virou esse pesadelo”, disse a gestante.

A vítima reclamou ainda que depois que o marido reapareceu, foi até a casa deles e tirou tudo de lá, ela ficou sem nada e teve que se mudar para a residência de sua mãe.

Sobre o filho, ela disse que o menino está muito assustado, chora muito e não aceita ficar com ninguém se não a mãe. A criança passou por exames, mas nenhum tipo de secreção foi identificada na região anal do bebê, embora a mulher afirme que o local está machucado.

À reportagem, a vítima disse que a polícia sabe aonde o acusado está, mas como ele saiu do flagrante está solto.

Explicou que vai levar alguns documentos médicos ao fórum e à delegacia para ver se consegue um mandado de prisão em desfavor do ex.

“Meu filho é um anjinho. Ele [o ex-marido] não pode cometer um crime desses e ficar solto. Quero Justiça, o quero preso. Isso não pode ficar assim” declara a mulher.

ASSISTA DEPOIMENTO











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO