02.04.2020 | 10h19


POLÍCIA / VIOLÊNCIA MÁXIMA

Homem é esfaqueado na porta de casa, corre para pedir ajuda e morre na cama

Tomas abriu a porta após alguém chamá-lo pelo nome no início da madrugada desta quinta-feira, no bairro Nova Esperança 2, em Cuiabá


DA REDAÇÃO

Um homem de 44 anos, identificado como Tomas Siqueira Farias, foi morto a facadas na porta de casa no início da madrugada desta quinta-feira (02) no bairro Nova Esperança 2,em Cuiabá.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e quando os paramédicos chegaram apenas constataram a morte de Tomas.

A Polícia Militar (PM) atendeu a ocorrência, isolou a área e acionou os órgãos competentes.

Em seguida, uma segunda equipe saiu em rondas pela região tentando encontrar o acusado, ou pistas e informações que ajudem a identificar o autor das facadas.

De acordo com uma testemunha, todos da família já estavam deitados ou dormindo quando, por volta da 0h20, um homem gritou pelo nome de Tomas na frente da casa.

Quando a vítima abriu a porta para atender, foi atacada e atingida por vários golpes da arma branca no peito e no braço esquerdo.

Tomas, muito ferido e ensanguentado, chegou a correr para dentro de casa e voltou para o quarto, mas acabou morrendo na cama.

A testemunha disse que não teve tempo de ver o acusado, que fugiu rapidamente do local. Ela também não soube apontar se Tomas teria algum desafeto ou se nos últimos dias teria ocorrido algum fato que pudesse apontar para um suspeito.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) analisou a cena do crime. Em seguida, o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia. A Delegacia Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Capital, acompanhou todos os trabalhos da perícia e deu início às investigações.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO