08.12.2010 | 10h45


POLÍCIA

Granada explode e arranca mão de agente carcerário durante treinamento

MIRO FERRAZ
DA REDAÇÃO

As granadas usadas na contenção de crise, classificadas como de “efeito moral” e, portanto, não letal, deixou um dos 62 agentes penitenciários que participam do Curso de Operações Penitenciárias Especializadas (Cope), sem uma das mãos.

Adão Ramos da Silva, está hospitalizado na Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, sendo e tem assistência de uma assistente social e psicóloga da Sejusp.

De acordo com informações de alunos e de instrutores, o agente teria pedido ajuda para o instrutor, avisando que havia problema com a granada. A arma explodiu na mão do aluno, antes que o instrutor pudesse agir.  a Sejusp informou que será instaurado inquérito Civil e Militar para investigar as causas do acidente.

A capacitação dos agêntes carcerários, que vão passar a usar arma de fogo, começou no mês passado com objetivo de aprimorar o conhecimento dos agentes, que mudam a rotina, saindo da PM para trabalho interno nos presídios.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO