28.09.2010 | 17h25


POLÍCIA

Gerente da Droga Chic confessa origem ilegal de medicamentos

da redação

O gerente da Droga Chick, Osnei José Claro de Castro, disse que sabia da origem ilegal do medicamento encontrado na farmácia, mas não lembra o nome do fornecedor. A informação foi dada na delegacia, durante o depoimento do funcionário que, junto com outros 2 farmacêuticos, foi preso na operação "Esculápio", deflagrada pela Polícia Civil na sexta-feira (23). Tanto Osnei, como Ricardo Boscarato Dias e Paulo Renato Teixeira, foram liberados no sábado (24). Já o dono da drogaria, Caio Cezar Ribeiro Sandoval, ainda está foragido. As farmácias também foram reabertas.

O delegado responsável pela investigação, Gianmarco Paccola Capoani, explica que outras lojas da rede foram vistoriadas e vários remédios foram recolhidos e vão ser encaminhados à perícia. Ele conta que os farmacêuticos alegaram não ter conhecimento da compra, que era responsabilidade do dono e do gerente.

A afirmação dos acusados é suspeita para o delegado. Ele acredita que os 2 podem não saber que os remédios eram frutos de roubo, mas certamente perceberam que algo estava errado porque o carregamento não chegou pela porta da frente e estava escondido.

Caso - A Polícia Civil fechou a Droga Chick depois de encontrar medicamentos roubados de uma distribuidora no final de agosto. O estoque ilegal era de 5 mil remédio, avaliados em R$ 2 milhões. Oito assaltantes entraram armados na distribuidora e carregaram 1 caminhão com os produtos. Capoani acredita que o crime possa ter sido encomendado. Caso todas as suspeitas sejam confirmadas, a pena dos envolvidos será superior a 20 anos de prisão. Eles responderão por formação de quadrilha, roubo qualificado e tráfico de drogas, já que alguns remédios são psicotrópicos. (CR)











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO