02.06.2020 | 11h06


POLÍCIA / QUADRILHA ESPECIALIZADA

Fuzis e mais de 270 munições são apreendidos uma semana após confronto e morte de bandido

Bope localizou armamento em uma região de chácaras, na região do bairro Osmar Cabral, em Cuiabá



Mais dois fuzis de alta letalidade, sendo um Colt calibre 223 e outro AK47 7,62x39, mais de 270 munições e vários carregadores foram apreendidos escondidos entre folhagens e galhos secos em uma região de chácaras próxima ao bairro Osmar Cabral, em Cuiabá. A apreensão foi realizada na tarde desta segunda–feira (1º) por policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar (Bope) em continuidade às investigações de uma organização criminosa especializada em assalto e explosão de caixas eletrônicos.

No dia 25 de maio, um dos integrantes desta quadrilha foi preso após troca tiros com policiais da Rotam, e outros quatro foram presos.

De acordo com a Polícia, o armamento localizado ontem foi deixado pelo grupo no local antes de ser preso.

Desde o dia da ocorrência, 25 de maio, equipes especializadas da PM seguiram em diligências na região do Distrito do Coxipó fazendo buscas a outros membros da quadrilha.

Comandante do Bope, tenente-coronel Ronaldo Roque da Silva, destaca que esses armamentos, além de possuírem um poder elevado de letalidade, podem ter sido utilizados em outros eventos criminosos em Mato Grosso e serão submetidos à perícia.

Afirma que as apreensões e prisões causaram uma baixa significativa a essa organização criminosa.

No dia 25, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, que prendeu os quatro acusados, apreendeu quatro armas de fogo (duas pistolas 9 mm, um revólver calibre 38, e uma garrucha 38), além de munições para todas e objetos de origem ilícita como vestimentas, carregadores e um bloqueador de sinais “Jammer”, utilizado em crimes de furtos a instituições bancárias para cortar o sinal de alarmes e câmeras de segurança. Uma dar armas apreendidas com os criminosos pertence à Polícia Rodoviária Federal, sendo produto de crime de roubo/furto.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO