10.12.2019 | 12h25


POLÍCIA / MORTO A PAULADAS

Funcionários de prefeitura encontram corpo de homem em aterro sanitário

Aurenes Antunes, 62 anos, estava desaparecido desde a noite de domingo (08), quando foi visto pela última vez bebendo em um bar.


DA REDAÇÃO

Servidores da Secretaria de Obras do município de Cotriguaçu (942 km da Capital), que trabalham na coleta de lixo doméstico, encontraram o cadáver de um homem jogado no aterro sanitário do município nessa segunda-feira (09), quando acionaram a Polícia Civil para informar o caso.

O corpo, identificado por uma vizinha da vítima, se trata de Aurenes Antunes, 62 anos, que estava desaparecido desde a noite anterior, quando foi visto pela última vez bebendo em um bar.

Os investigadores compareceram ao local, onde verificaram a verdade dos fatos e acionaram a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) de Juína (212 km de Cotriguaçu) para fazer análise do corpo e do local onde foi encontrado.

Leia mais: Comerciante e genro são atacados a golpes de facão por adolescente

O cadáver tinha várias lesões de corte na cabeça. A suspeita é que a vítima tenha sido morta a pauladas, pelos tipos de ferimentos encontrados.

Os policiais foram ao Hospital Municipal em busca de informação de funerária para recolher o corpo do aterro sanitário, onde encontraram uma mulher, identificada por S.R., que buscava pelo amigo e vizinho desaparecido desde a noite.

Os investigadores explicaram à mulher a situação e a levaram ao aterro para ver se o corpo encontrado se tratava do amigo que procurava.

No local, S.R. reconheceu o corpo do vizinho, identificado como Aurenes Antunes.

Um laudo da perícia será emitido nos próximos dias, quando confirmará a identidade da vítima, a causa clínica da morte e se as lesões encontradas na cabeça foram realmente feitas a pauladas.

A Polícia Civil investiga o caso.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO