17.12.2010 | 23h47


POLÍCIA

Foragido acusado e roubo de carretas é preso em Mirassol D´Oeste

DA REDAÇÃO

Policiais Civis da Delegacia de Mirassol D’Oeste (300 KM), através do Núcleo de Inteligência – NI,  prenderam o foragido da Justiça Federal Márcio Tenório,  que tinha Prisão Preventiva decretada desde novembro de 2009. Marcio foi denunciado, juntamente com mais 33 pessoas, por fazer parte de uma Quadrilha com envolvimento em um esquema de Tráfico Internacional de Drogas e Receptação de Carretas Roubadas. As informações davam conta que Marcio seria responsável tanto pela prática de Tráfico Transnacional de Drogas quanto de delitos de Receptação de Carretas e Adulteração.

Há vários dias o Núcleo de Inteligência da Delegacia – NI vinha monitorando a movimentação de Marcio, que residia provisoriamente em um sítio na localidade de Santa Rita, Distrito de Curvelândia/MT, onde prestava serviços agrícolas, sendo que nesta manhã após o cerco Policial a propriedade, Marcio foi preso, e no momento da abordagem tentou fugir, sendo imediatamente contido.

“Fazíamos o acompanhamento velado do suspeito, e no momento em que foi confirmado que se tratava de foragido da Justiça Federal, efetuamos a prisão”, comenta o Chefe de Operações Valmir Castrillon. Ele disse ainda que cooperação entre as policias é fundamental para o sucesso no combate a criminalidade.

Após ser apresentado ao Delegado Mario Resende, Marcio Tenório foi encaminhado a Cadeia Pública local, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Operação São Cristovão desarticulou no dia 6 de novembro 2009, uma quadrilha especializada em Trafico de Drogas e Receptação de Carretas Roubadas, tendo ramificações nos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo. A informação de que o empresário Rondon Said Neto seria o líder de uma quadrilha de narcotráfico deu início às investigações que confirmaram a existência de uma organização complexa e estável, estruturada com divisão de tarefas entre os membros, e que atuava em dois ramos: Tráfico Internacional de Drogas e Receptação de Carretas Roubadas, que eram adulteradas, vendidas ou levadas até a Bolívia para serem trocadas por drogas.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO