27.07.2010 | 12h46


Filho de Eliene Lima é transferido para São Paulo

Eliene Lima Filho, 15, filho caçula do deputado federal Eliene Lima (PP) foi transferido para o hospital particular Beneficência Portuguesa de São Paulo. Na unidade ele será submetido entre hoje ou amanhã a uma delicada cirurgia cardíaca para tratar de uma ruptura na aorta - artéria que nasce no ventrículo esquerdo do coração e que leva o sangue oxigenado a todo o corpo. O parlamentar irá acompanhar o filho e irá permanecer no hospital paulista até a melhora do quadro clínico do adolescente, que apresenta uma infecção hospitalar e uma lesão na coluna - nesta última será necessária uma intervenção cirúrgica.

Na tarde de ontem veio a Cuiabá um especialista em cirurgia cardíaca de São Paulo para analisar o caso do adolescente, atropelado na noite do dia 7 de julho na rodovia Emanuel Pinheiro - estrada que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães. Após a avaliação, o médico aconselhou a família a transferir Eliene Filho para São Paulo. A ruptura na aorta foi descoberta por médicos do hospital Jardim Cuiabá após o adolescente apresentar constantes oscilações na pressão arterial. No domingo, Filho passou por uma cirurgia que provisoriamente tratou a região.

Em São Paulo, após a intervenção na principal artéria do corpo humano, os médicos irão realizar outra cirurgia na coluna cervical, que pode evitar que Eliene Filho fique paraplégico. A família segue esperançosa no restabelecimento do adolescente que, segundo a equipe médica paulista, tem grandes chances de se recuperar completamente devido à idade e as boas respostas que tem dado aos medicamentos.

Em 20 dias, Eliene Filho já passou por três hospitais. Ele foi atendido inicialmente no Pronto-Socorro de Cuiabá, em seguida transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital da Rosa, e no último sábado foi encaminhado para a mesma ala do Jardim Cuiabá.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO