06.12.2019 | 09h15


POLÍCIA / ASSÉDIO SEXUAL

Falso PRF é preso por tentar beijar assistente do Papai Noel no Shopping Estação

Clélio Dirkes de Oliveira é conhecido da PM por ter sido preso outras vezes, inclusive por se apresentar como policial rodoviário federal.


DA REDAÇÃO

Clélio Dirkes de Oliveira, de 60 anos, foi preso na noite de quinta-feira (05), no Shopping Estação, em Cuiabá, após assediar sexualmente uma funcionária que trabalhava no local como assistente do Papei Noel, de 18 anos.

A situação ocorreu por volta das 20h, no local onde os clientes eram recepcionados para a decoração de Natal.

Conforme o boletim de ocorrência, a vítima que tem 18 anos, relatou que Clélio foi a sua direção e se aproximou tentando abraçá-la, porém, colocou os dois braços na frente do corpo para se proteger do assediador.

Ainda de acordo com a vítima, outra assistente do Papai Noel presenciou a cena. Conforme a testemunha, o homem ainda continuou forçando o abraço na vítima e nisso tentou beijá-la, mas ela conseguiu abaixar o rosto e Clélio acabou beijando sua cabeça.

Contudo, a jovem conseguiu se soltar dos braços do homem e correu para o banheiro chorando. Populares detiveram o acusado que, em seguida, foi encaminhado para a Central de Flagrantes.

Clélio é reincidente. Em julho passado, ele foi preso por ameaçar o cliente de uma casa de carne em Cuiabá com uma arma. Ele na ocasião teria dito à vítima que iria “arrebentá-la” e terminou preso.

Ainda conforme as informações, o acusado se apresentou no local como policial Rodoviário Federal.

Em outra oportunidade Clélio foi preso por agredir a ex-esposa e o filho. Nesse caso ele acabou sendo detido também por mentir que é da PRF.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

WILLIAN  06.12.19 14h55
Parabéns ao ReporterMT e sua redação por dar o nome do meliante, abusador. Agora vi a credibilidade e coragem pela reportagem, que não se intimidou em dar nome dessa coisa chamada de Clélio. Nos outros jornais da capital, esconderam o nome do estuprador, e também do local do ocorrido. Parabéns senhores! Só faltou a foto do sujeito, mas só buscar no FACE que acha!!

Responder

8
0

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO