16.01.2020 | 12h30


CHARLATÃO

Falso pai de santo obriga adolescentes ficarem peladas para se livrarem de feitiço

Tarado telefona para vítimas e diz que foi realizado um ritual de morte contra elas e, em seguida, pede para tomarem banho de sol grosso em vídeochamada.


DA REDAÇÃO

Um suposto pai de santo assediou sexualmente e enganou duas adolescentes de 15 anos, na semana passada, em Cuiabá. O homem entrou em contato com as vítimas afirmando que uma pessoa realizou rituais contras as elas e suas famílias em um terreiro.

Em seguida, ele orientou que as meninas ficassem nuas durante chamada de vídeo e tomasse um banho de sal grosso.

A denúncia foi registrada na última quarta-feira (15) numa Delegacia de Polícia Civil da Capital, que confirmou o caso.

Conforme o relato, as famílias descobriram que ambas tinham sido vítimas da mesma pessoa em um encontro na igreja, nesta semana.

Uma das garotas recebeu a ligação no último sábado (11), em que o agressor afirmava que pessoas fizeram trabalhos para que o cabelo da adolescente caísse, ficasse paralitica e que sua mãe morresse. Além disso, ele declarou ainda que a pessoa responsável pelo ritual era da família da vítima.

Aterrorizada, a menor correu para casa da sua vizinha e pediu ajuda para tomar o banho de sal grosso. A mãe da menina achou a atitude suspeita e foi atrás dela e a encontrou pelada tomando o banho de sal grosso. Tudo era registrado pela adolescente por meio de uma vídeochamada feita com o criminoso. Ao ver a mãe, ela desligou o celular.

Já a segunda vítima, não acreditou no charlatão, que proferiu ameaças contra ela. A adolescente o xingou e desligou o telefone.

As meninas negam conhecer o agressor.

A semana passou e um grupo de amigos começou a comentar sobre o ocorrido na igreja. Assim os pais das garotas descobriram que as filhas tinham sido vítimas do mesmo criminoso.

Diante disso, a mãe de uma delas foi até a delegacia e registrou um boletim de ocorrência.

O caso é investigado Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica).

*Com informações do site Gazeta Digital











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO