05.11.2010 | 09h06


POLÍCIA

Dono de floricultura que atirou em funcionário vai para o Pascoal Ramos

Da Redação - Julia Munhoz

O proprietário da floricultura Arte e Rosas, de Cuiabá, Luiz Perotto, acusado de tentar matar o funcionário Ronilson Marques, 27 anos, na manhã dessa quinta-feira (04), deve ser encaminhado para um anexo do presídio Pascoal Ramos, segundo informou o advogado de defesa do empresário Ulisses Rabaneda.

Perotto foi preso pela polícia militar em flagrante após efetuar dois disparos contra o funcionário, dentro da loja. Ronilson foi encaminhado ao Pronto Socorro Municipal e não corre risco de morte.

O empresário alegou ter certeza que o funcionário esteve envolvido em um falso seqüestro, do qual Perotto teria sido vítima no feriado. O proprietário da floricultura disse que viajou até a cidade de Guaíra (PR) para pagar o resgate do suposto sequestro da mulher e dos filhos. Ele comprovou a versão por ter recebido apoio de Policiais Rodoviários Federais.

O advogado ‘desmentiu’ o boletim de ocorrência registrado no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) Planalto, no qual constava que Ronilson seria irmão do empresário. Ele disse ainda que até o final da tarde irá decidir quais medidas serão tomadas em defesa do cliente.

No momento da discussão, que culminou no disparo, a esposa do empresário, Sônia Perotto, estava na floricultura na hora do incidente. Ela trabalhava dentro de uma sala e quando ouviu gritos e a confusão no salão principal da loja, trancou-se no escritório, segundo um funcionário, imaginando que se tratava de um assalto.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO