26.09.2010 | 12h27


POLÍCIA

Dono das farmácias "Droga Chic", acusado de receptação, está foragido



Tania Rauber
Da Redação

Continua foragido o dono da rede de farmácias "Droga Chic", acusada de receptar medicamentos roubados. A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande ainda realiza a conferência dos mais de 5 mil medicamentos apreendidos em uma das farmácias do grupo, durante a operação "Esculápio".

Segundo o delegado Gianmarco Paccola Capoani, todas as mercadorias serão conferidas, já que a suspeita é que sejam as mesmas roubadas de uma distribuidora em Várzea Grande, no dia 26 de agosto. A carga levada foi avaliada em R$ 2 milhões.

Durante a operação, policiais encontraram os medicamentos armazenados no fundo da farmácia, de forma suspeita. Durante checagem dos lotes, constataram que a maioria deles é roubada.

Além do empresário, outras 3 pessoas foram acusadas do crime de receptação e presas em flagrante, sendo elas o gerente geral da drogaria O.J.C.C, e 2 farmacêuticos, R.B.D e P.R.T, responsáveis pelo estabelecimento.

O delegado também não descartou novas ações, em outros estabelecimentos. Mas não fez nenhuma revelação para não atrapalhar as investigações. O nome dado a operação, "Esculápio", refere-se à cura, na mitologia greco-romana.

Outros casos - Em maio do ano passado, a Polícia Federal apreendeu mais de 10 toneladas de medicamentos sem registro em Cuiabá, durante a operação "Drágea".

Os agentes, em conjunto com o Ministério Público e as Vigilâncias Sanitárias (VISA) estadual e municipal, prenderam 7 pessoas em 3 distribuidoras de medicamentos.












COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO