07.10.2010 | 23h35


POLÍCIA

Dois homens são presos pela PF acusados de contrabando



Da Redação

A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira dois homens acusados de contrabando de mercadorias e apreendeu um caminhão carregado de produtos sem compravação de recebimento de impostos.

O caminhão, tipo baú, foi abordado já em Cuiabá, na BR-364 próximo à rotatória que dá acesso ao bairro Tijucal. O motorista disse que trazia uma mudança, mas não informava onde iria descarregar os móveis. Ao vistoriar o caminhão, os policiais confirmaram a carga de mudança e mais diversas caixas de mercadorias. Entre os materiais estavam DVDs, cigarros e mais de 30 caixas de aparelhos eletrônicos como câmeras, cartões de memória, entre outros.

O motorista ligou para o dono do caminhão, que chegou e se identficou como o dono da carga. No entanto, depois de saber que a mercadoria ilegal havia sido descoberta, o homem negou qualquer posse do veículo e do material. Os dois foram presos.

O caminhão foi apreendido, lacrado e enviado para a Delegacia da Receita Federal em Cuiabá. O próximo passo é a contagem de todo o material contrabandeado e elaboração de laudo para saber o valor de mercado do material apreendido.

Quanto aos presos, foram indiciados por contrabando, previsto no artigo 334 do Código Penal Brasileiro, crime com pena prevista de um a quatro de reclusão.

Milhões em mercadorias

De acordo com a Polícia Federal, em 2010 já foram examinadas mercadorias no valor de R$ 118.518,36, em 25 apreensões. Em 2009, os laudos de exame das mercadorias apreendidas por descaminho somaram um valor de R$ 1,2 milhão. Já em 2008, o total de mercadorias apreendidas chegou ao valor de R$ 7,4 milhões.

A PF explica que esses valores são obtidos pelos peritos na avaliação do valor de mercado local da mercadoria apreendida. No caso de não existir o mesmo material, os peritos selecionam produtos similares ao apreendido.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO