04.12.2019 | 19h35


FÉ DEMAIS

Diocese afasta padres acusados de estuprar adolescente

O coroinha, que atualmente tem 17 anos, conta que tinha uma relação sexual com um dos padres desde os 13 aos. O crime foi registrado em Rondonópolis.


DA REDAÇÃO

A Diocese de Rondonópolis-Guiratinga afastou dois padres, Jhonatha Almeida da Silva e Thiago Silveira Barros, após denúncias de abusos sexuais contra menores de idade.

Um processo investigatório também foi aberto para apurar a conduta dos acusados, diz nota oficial divulgada na terça-feira (03).

Um coroinha de 17 anos conta que foi estuprado pelo padre Thiago em julho deste ano. O jovem também afirmou que manteve relação amorosa com o padre desde quando tinha 13 anos. A denúncia também menciona um encontro da vítima com Jhonatha, que teria sido organizado por Thiago. 

O último estupro, que fez o jovem quebrar o silêncio, aconteceu em 27 de setembro, quando vítima decidiu terminar a relação que mantinha com o padre Thiago. Na conversa, o ‘sacerdote’ abuso sexualmente da vítima e ainda deu R$ 50.

RepórterMT/RD News

Denúncias acusam os padres Thiagoe Jhonata.

“A Diocese de Rondonópolis-Guiratinga, tomando ciência de possíveis afrontas às Leis da Disciplina Sagrada, supostamente praticadas por padres atuantes em sua circunscrição eclesiástica, imediatamente, tomou medidas a fim de resguardar os direitos de todas as partes envolvidas e afastou, de forma preliminar, no dia dezenove de novembro de dois mil e dezenove, os presbíteros envolvidos de suas atividades ministeriais, também dando início ao procedimento canônico investigatório visando apurar se a denúncia ofertada tem fundamento”, diz a nota.

A Diocese afirmou que a decisão de afastamento foi tomada assim que as supostas denúncias vieram à tona.

“A Diocese de Rondonópolis-Guiratinga reforça seu compromisso com a Palavra de Deus e com os fiéis, cumprindo o bem e empenhando-se na busca da justiça e da verdade”, finaliza a nota.

No site da Diocese consta que o Erivelton Almeida como Pároco Administrador da Paróquia São João Bosco, a qual o Padre Jhonatha tomava conta. O anúncio foi feito no dia 1º de dezembro.

Integram na Paróquia as seguintes comunidades: Jardim Vila Rica, Residencial José Sobrinho, Jardim do Parque, Residencial João de Moraes, Jardim residencial Padre Lothar, Residencial Antônio Geraldino, Residencial Dona Neuma, Residencial Matias Neves, Residencial Paiaguás, bairros Jardim Adriana, Jardim da Mata 1 (um).











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO