15.10.2010 | 15h33


POLÍCIA

Detran: explosão de demanda e falhas no Serpro compromentem atendimento

DA REDAÇÃO

Os sistemas do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) vem operando de forma lenta nas últimas semanas devido a falhas e sobrecargas no sistema do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

Segundo o diretor de Operações do Centro de Processamento de Dados de Mato Grosso (Cepromat), Marcos Ueda, o que ocorre é uma “explosão de demanda”.

Os números comprovam a tese do diretor. “Há cinco anos quando havia em MT cerca de 500 mil veículos cadastrados o sistema suportava, mas hoje, já são mais de 1,3 milhão de veículos e uma demanda por habilitação que chega a 2 mil por dia”, informa o diretor de Habilitação do Detran, Eugênio Destri.

A grande demanda, aliada à complexidade das informações que devem ser analisadas, torna o tempo de espera muitas vezes acima do normal. “Hoje, para realizar um processo de habilitação, por exemplo, é necessário o operador do Detran acessar nove (09) telas de diferentes sistemas, tanto em MT quanto em Brasília e quando uma delas falha, todo o processo emperra”, avalia Destri.

O mesmo acontece com licenciamento de veículos. Como a demanda em MT cresceu de forma exagerada os sistemas atuais já não suportam o elevado número de acessos. De acordo com Marcos Ueda o Detran dispõe de 48 sessões (portas) de acesso nos sistemas da Base Nacional de Informações, gerida pelo Serpro e precisaria duplicar o número.

“Estamos pleiteando a elevação do número de portas para 98, o que dobraria a capacidade neste momento”, diz. Na próxima segunda-feira (18) os presidentes do Detran, Teodoro Moreira Lopes (Doía) e do Cepromat, Luis Fernando Caldart, estarão em Brasília, na sede do Serpro para resolver a questão.

Nova Plataforma

O Detran começou a implantar no ano passado uma nova plataforma de informática, que pretende revolucionar o atendimento. De acordo com o coordenador geral de TI (tecnologia de informação) da autarquia, Maurício de Oliveira, os sistemas ficarão muito mais simplificados e CFCs e despachantes poderão iniciar processos sem precisar ir ao Detran, tudo pela Internet. “É o Detran Net que vai entrar em operação; nossa previsão é de que até meados de novembro os sistemas novos entrem em operação de forma experimental”, prevê. Até que os trabalhos sejam concluídos, a direção do Detran pede a compreensão da população e informa que todos os esforços estão sendo feitos no sentido de sanar de uma vez por todas o problema.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO