20.06.2011 | 18h51


POLÍCIA

Detentos matam a golpes de chuços agente prisional

MAYARA MICHELS 16h26
DA REDAÇÃO

O agente prisional, Weslei da Silva Santos, de 24 anos, foi morto na tarde desta segunda-feira (20) pelos detentos na Penitenciária Central do Estado, antigo Presídio Pascoal Ramos, em Cuiabá. A tragédia ocorreu durante uma rebelião. Segundo a assessoria de imprensa da Sejudh (Secretaria de Justiça e Direitos Humanos), o agente foi morto com armas artesanais (chuços). A Polícia Militar baleou três detentos. A confusão ocorreu no local conhecido como Raio 3.

Weslei da Silva foi atingido no abdômen e no tórax. Ele é recém-formado e foi nomeado como agente prisional no dia 18 de maio deste ano. Dos três reeducandos baleados, dois foram identificados, Nildo José de Almeida e Marcos Antônio Ferreira da Silva. Os três foram encaminhados para o Pronto Socorro de Cuiabá.

Os presos estavam agitados desde o início da manhã e se rebelaram durante a tarde. Policias civis e militares auxiliaram os agentes na segurança e para tentar negociar com os detentos. Há suspeita é que outros detentos ficaram feridos, mas a informação não foi confirmada pela Assessoria.

Segundo a assessoria, a rebelião já foi controlada. As fiscalizações foram intensificadas, todos os detentos serão vistoriados um a um. Na tarde de ontem (19), os agentes impediram uma tentativa de fuga no local. Eles atacaram policiais militares e agentes prisionais, que atuam internamente na unidade prisional.

A rebelião ocorreu novamente desta segunda-feira (20), depois que os presos questionaram o cancelamento de visitas que iriam ocorrer hoje. Advogados e famílias que foram no local no horário de visita não foram liberados a entrar.

Matéria atualizada às 17h45.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO