28.01.2011 | 10h17


POLÍCIA

Depois de denúncias de baderna, polícia diz que fará rondas no local

ROBERTA DE CÁSSIA        9h20
DA REDAÇÃO

As badernas, farras e "zerinhos de motoqueiros" na Cachoeira da Matinha podem estar com os dias contados. Segundo o prefeito Flávio Daltro(PP), o comando da Polícia Militar teria se comprometido a fazer rondas nos fins de semanas durante reunião do Fórum de Segurança na Secretaria de Turismo em Chapada dos Guimarães.

"Pedimos, inclusive, um posto da PM nas imediações da Cachoeira ao invés do sugerido no Mirante. Além da implantação da Polícia Comunitária na cidade", disse o prefeito.

Há tempos que os proprietários da área que dá acesso à Cachoeira da Martinha enfrentam problemas referentes às bagunças e ao lixo deixado pelos visitantes que destroem a natureza e causam muito barulho. Como o acesso é aberto e com a interdição do Complexo da Salgadeira muitos visitantes passaram a frequentar o local sem nenhuma fiscalização.

"Até já contratamos um rapaz para catar o lixo espalhado e colocamos placas proibindo acampamento e churrasqueiras, mesmo assim as pessoas não respeitam e ainda fazem muita baderna", comenta Manoel Campos Neto, um dos proprietários de uma das áreas de acesso à Cachoeira.

O Ministério Público vem acompanhando o caso da Cachoeira da Martinha tanto que a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) está fazendo vistoria no local para dar um parecer técnico da situação.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO