01.06.2020 | 15h01


POLÍCIA / INFÂNCIA CORROMPIDA

Criança de 3 anos estuprada e infectada por IST diz que irmão a 'machucou'

O suspeito é uma criança de 10 anos e a violência sexual teria ocorrido na casa da família, no bairro Jardim Glória, em Várzea Grande


DA REDAÇÃO

Um menino de 10 anos é suspeito de estuprar a irmã de 3 anos, dentro da casa da família durante o domingo (31), no bairro Jardim Glória, em Várzea Grande.

A garotinha foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) após apresentar sangramento vaginal, quando após os primeiros exames, a médica teria notado indícios de estupro e suposta infecção por alguma infecção sexualmente transmissível (IST).

Em conversa com a criança, a menina teria revelado que o irmão teria ‘machucado’ ela.

Questionada, a mãe das crianças disse que não sabia e nem tinha percebido que algo do tipo estaria acontecendo em casa e que as crianças não demonstraram nenhum comportamento diferente.

A menina passou por exames que devem confirmar a violência sexual e também verificar se realmente está infectada por algum vírus venéreo.

A Polícia Militar (PM) foi acionada na unidade de saúde, onde conversou com a médica, tomou conhecimento da denúncia e se deslocou à residência da família, onde o menino foi apreendido e encaminhado à Delegacia Central de Flagrantes, para ser ouvido e a ocorrência registrada, já que o garoto é principal suspeito pelo crime.

O Conselho Tutelar foi acionado e encaminhou assistentes sociais para acompanhar o caso, tanto na UPA, quando na unidade policial.

O boletim de ocorrência (B.O) foi direcionado à Delegacia de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso de Várzea Grande, responsável por investigar o caso.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Benedito costa  01.06.20 21h49
Nossa mãe! Isso é uma barbárie, uma brutalidade animal que esse guri fez com está criança. Não sou formador de opinião, mais no momento só penso em que esse guri deveria ser excluído da sociedade. Um cara desse não pode e não deve viver no convívio social, ainda que protegido pelos pseudos enganadores e defensores dos direitos dos adolescentes que praticam tamanha brutalidade. É o fim dos tempos!

Responder

2
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO