alexametrics
29.10.2010 | 09h00


POLÍCIA

Comissão confirma esquema de corrupção e fraudes na Sanecap em Cuiabá



da redação

Depois de quatro audiências realizadas em Cuiabá, a Comissão Especial que investiga a existência de uma “Máfia da Seca” na Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap) já acumula várias denúncias feitas por moradores que vão desde ingerências administrativas até pratica de fraudes. “Moradores estão tendo que tirar do próprio bolso altos valores para receberem água em casa, mesmo estando em dia com a Sanecap” – enfatizou o vereador Toninho de Souza (PDT), que integra a comissão.

Um dos exemplos citados por Souza diz respeito ao bairro Novo Paraíso II, onde os moradores admitiram que fazem gambiarras ou pagam por um caminhão pipa para ter água em casa. “A conta chega sempre chega mais a água não” - citou o vereador. Entre os dias 25 e 28, os representantes da Comissão estiveram nos bairros Novo Paraíso II, Jardim Imperial, Altos da Serra e Alvorada. 

Em todos os bairros já visitados a situação é caótica, com moradores que ficam sem água durante vários dias sem nenhuma explicação convincente e nem ação prática da Sanecap. De acordo Toninho de Souza, a maioria dos moradores tem reclamado que de uma forma ou de outra precisam buscar alternativas que tem gerado mais custos além do que é pago nas contas de água. 

No bairro Alvorada, o morador Valter Soares pediu aos vereadores que descobrissem o porquê de um aumento absurdo em sua conta, quando o abastecimento não foi regular. “Minha conta vinha R$ 15, mas de uma hora pra outra recebo uma cobrança de R$ 250. De onde vem esse aumento, não aumentei meu consumo, pelo contrário, teve dias que fiquem sem água”, indagou o morador.

Nos bairros Novo Paraíso II e Jardim Imperial, moradores revelaram que as contas chegam todo o mês, porém, a água nunca vem de forma regular. No bairro Altos da Serra, a situação é mais intrigante. Moradores contaram que até mesmo casas que não possuem ligações estão recebendo conta de água. 

Antônio Fernandes lamentou a situação humilhante pela qual os cuiabanos têm passado e falou sobre as dificuldades dos moradores. “Nunca tivemos problemas de água no Alvorada, mas desde junho deste ano começamos a sofrer com a falta de abastecimento. Quando procurávamos a Sanecap ouvíamos apenas desculpas e nenhum providência era tomada. Muitos moradores  chegaram a ser orientados para que pagassem por um caminhão pipa, mas não sabiam qual a realidade do problema. Pra mim um sinal de que a máfia pode sim estar agindo em nosso bairro” - pontuou.

O vereador membro da Comissão, Chico 2000, garantiu a população cuiabana que a Comissão vai trabalhar com muita seriedade para que esses problemas sejam resolvidos, buscando soluções junto com a Prefeitura de Cuiabá. “Nosso papel é fiscalizar o Executivo e temos visto que muitos problemas ocorrem na Sanecap. Junto com os colegas vereadores, estamos trabalhando dia e noite para esclarecer todas as denúncias. Se qualquer irregularidade estiver acontecendo vamos cobrar uma punição rigorosa dos responsáveis” - afirmou.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime