11.07.2020 | 14h25


POLÍCIA / RELAÇÕES PERIGOSAS

Com uma semana de relacionamento, mulher põe fogo no namorado durante briga

A acusada teria tentado dar outra versão dos fatos e alegou que a vítima ateou fogo no próprio corpo, mas não convenceu os policiais e foi presa na madrugada deste sábado (11), em Sorriso.


DA REDAÇÃO

Uma mulher de 36 anos, nome não revelado, foi presa no início da manhã deste sábado (11) ao ser acusada de atear fogo no namorado, 35, durante uma discussão na casa da acusada, no bairro Vila Romana, em Sorriso (420 km da Capital).

Após ser incendiado, o homem deitou no chão, começou a rolar e conseguiu apagar o fogo. Em seguida, pegou o carro e correu para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para pedir socorro, onde deu entrada com mais de 25% do corpo atingido com queimaduras de segundo grau. Peito, barriga e pescoço foram as mais atingidas com maior gravidade.

A Polícia Militar (PM) foi acionada na unidade de saúde, onde tomou conhecimento da tentativa de homicídio e conseguiu conversar com o paciente.

De acordo com a versão da vítima, ele e a mulher estão ‘namorando’ há uma semana, porém, durante a madrugada, na casa dela, eles tiveram uma discussão e ele disse que iria embora. Nesse momento a agressora teria ficado descontrolada, pegado um frasco de álcool, jogado no namorado e ateado fogo.

De posse do endereço da mulher, os policiais se deslocaram para a casa dela, onde encontrou a agressora, que deu outra versão dos fatos.

De acordo com a ‘suspeita’, o namorado teria ateado fogo no próprio corpo durante a discussão entre o casal. A mulher tentou explicar os motivos, porém, a história contada não foi convincente e estava cheia de contradições.

A acusada foi detida e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil, onde prestou depoimento ao delegado de plantão e foi mantida na unidade policial aguardando os procedimentos legais cabíveis ao caso.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO