30.03.2020 | 16h22


POLÍCIA / PRESO EM FLAGRANTE

Casal usa carro roubado para participar de carreata contra o isolamento social

Caso foi registrado em Rondonópolis e polícia chegou até o acusados após uma denúncia anônima



Casal vai participar de uma carreata em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), contra as decisões da prefeitura em manter as medidas de isolamento social, e acaba preso por estar em um veículo clonado. O homem de 38 anos e a mulher de 33 anos foram denunciados via 190. O veículo clonado havia sido roubado no mês de julho, em 2018, em Cuiabá.

A Polícia Militar recebeu a denúncia de que o carro Onix, que participava de uma carreata no último sábado (28), avenida Rui Barbosa, era clonado. Ao localizar a manifestação, os policiais encontraram o carro denunciado e, ao verificarem a placa, constataram que o automóvel realmente era roubado.

No carro conduzido pela suspeita, os policiais verificaram também uma caixa de som que fazia parte da carreata. Na abordagem o homem afirmou ser o proprietário do carro. O veículo foi apreendido e o casal preso, por crime de receptação, desobediência aos decretos estadual e municipal que restringe aglomeração de pessoas atendendo as medidas sanitárias em decorrência da pandemia do novo coronavírus.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

JOHN DOE  30.03.20 21h13
Retrato dos eleitores do Bozo, só cidadão de bem, patriota, que fazem tudo certinho rsrsrs

Responder

8
3
Cidadão de bem  31.03.20 09h56
O José é um cidadão de bem, tem uma empresa com 30 funcionários, ele gera renda, dá empregos, típico, votou no Bolsonaro, forçou seus funcionários a votarem tbm, pq era para acabar com a corrupção, caso contrário todos seriam demitidos, vai em todas as passeatas, está sempre na frente, não quer saber de isolamento social, pq sua empresa não pode parar, ou seus funcionários vão morrer de fome, tadinho deles, ele só está pensando nos funcionários. No entanto, José não deposita o FGTS dos funcionários tem 3 anos, e ao mesmo tempo desconta o valor do INSS mas não repassa, não paga as horas extras corretamente, quando contrata demora 2 meses para assinar a CTPS e ainda deixa de anotar a data real da contratação, e "ele como empresário só está pensando nos queridos e amados funcionários que vão morrer de fome com o isolamento social" eu acredito em fadas... acredito

Responder

2
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO