16.10.2019 | 17h45


VALENTÃO DE FARDA

Capitão da PM agride esposa e dá soco no peito de cabo dentro de batalhão em MT

Os crimes de violência doméstica e lesão corporal foram cometidos durante a madrugada de terça-feira (15) em São Félix do Araguaia.


DA REDAÇÃO

O capitão da 2ª Companhia da Polícia Militar, Comandante Marcelo de Oliveira Conde, 31 anos, foi detido em flagrante durante a madrugada de terça-feira (15) por violência doméstica e, ainda, por agredir um cabo do batalhão, em São Félix do Araguaia (1.158 km da Capital).

De acordo com o boletim de ocorrência (B.O.), a confusão começou quando a esposa do capitão, nome não divulgado, 30 anos, que estava no alojamento da cia, pediu para que um soldado buscasse com o marido dela a chave do carro, pois, queria ir embora.

Nesse momento, o soldado ouviu quando o capitão chamou a mulher de forma áspera e percebeu que se tratava de uma briga de casal, então foi comunicar ao cabo que estava na cia. e que é seu superior imediato.

Ao sair e ver o que estava acontecendo, o cabo flagrou o marido pegando de forma bruta o braço da mulher e mandando que ela voltasse para o alojamento.

O militar interveio na briga do casal, pedindo para que os dois se acalmassem, mas muito irritado, o capitão atingiu o militar com um soco no peito que o derrubou no chão.

A mulher saiu correndo e pediu ajuda, até que um soldado a escondeu dentro de seu alojamento.

O capitão saiu para procurar a esposa pelo interior do quartel e depois de carro pelas imediações do batalhão, segundo testemunhas ele estava armado. Quando o acusado voltou foi detido pelo sub-comandante do 10º Batalhão Regional tenente-coronel Escolástico.

A mulher, que tinha hematomas no braço esquerdo, não quis registrar denúncia contra o marido. Apenas pegou a chave do carro enquanto era feita a ocorrência e saiu sem dizer para onde iria.

Marcelo está detido na 2ª Cia. sob tutela do tenente-coronel Escolástico que apura o caso.

A Polícia Militar informa que “o Comando do 10º CR, com sede em Vila Rica, designou um tenente-coronel para apurar in loco a denúncia de suposta violência doméstica e a um policial que pesa sobre o capitão da unidade de São Felix do Araguaia. O oficial designado encontra-se no município e já instaurou Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a denúncia. O procedimento está em trâmite e todas as providências estão sendo adotadas no sentido de esclarecer os fatos”.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO