alexametrics
11.04.2012 | 15h59


POLÍCIA / VIOLÊNCIA

Campanha do Desarmamento recolhe mais de 300 armas em MT

No ato da entrega é garantido o anonimato do cidadão



Mato Grosso recolheu mais de 300 armas de fogo até março de 2012. A arma de fogo é o meio mais utilizado para prática de crimes de homicídio. O instrumento foi empregado em 73% dos assassinatos ocorridos na Grande Cuiabá, no período de janeiro a dezembro do ano passado. Na cidade de Várzea Grande, em 2011, 82% dos homicídios também foram praticados com armas de fogo.

Segundo o secretário Adjunto de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Wylton Massao Ohara, desse percentual a maioria das armas de fogo utilizada é o revolver devido a facilidade de adquirir o instrumento por meios ilícitos, disse Massao.

A retirada de circulação de arma de fogo das mãos de pessoas é uma das alternativas para redução do número de homicídios e mortes acidentais no País. Pensando nisso, o Governo Federal lançou no dia 06 de maio de 2011 a Campanha Nacional do Desarmamento, que retirou mais de 37 mil armas de fogo. Os revólveres lideram a lista das espécies de armas entregues, com mais de 18 mil unidades.

A segunda etapa da Campanha Nacional do Desarmamento foi lançada em Mato Grosso no dia 17 de outubro de 2011. Na nova etapa, unidades credenciadas das polícias Civil e Militar do Estado se uniram às polícias Federal e Rodoviária Federal para receber as armas de fogo.

Em 2012 a campanha continua. O cidadão pode entregar a sua arma de fogo, a qualquer momento, nas 24 unidades de segurança pública credenciadas para o recebimento. São 14 unidades da Polícia Civil, dez comandos da Polícia Militar, além de cinco delegacias da Polícia Federal e oito delegacias da Polícia Rodoviária Federal, em Água Boa, Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Garças, Cáceres, Cuiabá, Diamantino, Juína, Pontes e Lacerda, Porto Alegre do Norte, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra, Várzea Grande e Vila Rica.

Antes de se dirigir a um posto de coleta de armas, a pessoa deve preencher a Guia de Trânsito, que pode ser emitida pela internet no site da Policia Federal.

No ato da entrega é garantido o anonimato do cidadão; a inutilização imediata do artefato; a indenização (que pode ser sacada após 24 horas e em até 30 dias); e a ampliação da rede de recolhimento de armas.  O valor da indenização varia entre 100 e 300 reais por cada arma de fogo, dependendo do tipo de calibre. A quantia correspondente a entrega da arma de fogo poderá ser retirada em qualquer caixa eletrônico do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime