30.06.2020 | 10h09


POLÍCIA / VEJA VÍDEO

Câmeras flagram execução de ex-presidiário na frente da mulher e do filho

Disparos atingiram Emerson dos Santos Madeira, de 24 anos, na cabeça, braço e perna; crime aconteceu na noite desta segunda-feira em Sorriso).


DA REDACÃO

Emerson dos Santos Madeira, de 24 anos, foi assasinado a tiros na noite de segunda-feira (29), no bairro Industrial, em Sorriso (420 km da Capital). Ele saia de casa com a esposa e o filho, um bebê de colo, momento em que o atirador chegou.

Segundo a mulher da vítima, eles entravam no carro, quando um outro veículo chegou e parou ao lado. O homem, que estava do lado do passageiro, apontou a arma para Emerson e disparou. A vítima tentou correr para dentro de casa, mas foi atingida. 

O atirador correu atrás de Emerson, entrou na casa e deu mais tiros. O portão começou a fechar, mas o assassino conseguiu passar por baixo, entrar no carro e fugir com seu comparsa.

A Polícia Civil informou que uma testemunha foi até a Delegacia e disse ter ouvido disparos. Os investigadores saíram pelas ruas do bairro e encontraram uma aglomeração em volta do homem baleado. Os policiais acionaram o Corpo de Bombeiros Militar que confirmou o óbito.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi chamada e os peritos constataram que o homem levou cinco tiros, sendo três na cabeça, um no braço e outro na perna. 

Câmeras de segurança, de uma residência que fica na mesma rua, registraram o crime. O material deve auxiliar a Polícia Civil nas investigações. 

A motivação do crime não foi informada. 

Em fevereiro deste ano, Emerson foi condenado a um ano de prisão em regime aberto por porte ilegal de arma, mas foi absolvido da acusação de tráfico de drogas. De acordo com o processo, ele estava preso e ganhou a liberdade em março.

 

Veja o vídeo:












COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO