17.11.2010 | 10h39


POLÍCIA

Buraco aberto pela Sanecap incomoda e causa prejuízos a motoristas

MIRO FERRAZ
DA REDAÇÃO

Uma valeta aberta pela Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap), na Avenida São Sebastião, vem atormentando motoristas que trafegam pelo local. O buraco foi aberto, rasgando a avenida de um lado para o outro para troca de tubulação, mas depois de concluído o trabalho, ficou a cratera aberta.

A avenida, de grande fluxo, se torna engarrafada na região, porque os motoristas precisam frear e passar com cuidado para achar um ângulo que não danifique o veículo. Mesmo assim, é comum encontrar descontentes que, além do transtorno causado, ainda ficaram no prejuízo.

O vendedor Oswaldo Amaral dos Santos (38) conta que teve uma roda amassada e que teve que desembolsar R$140,00 pelo conserto. “A tive que comprar uma roda de ferro nova e ainda fazer o alinhamento e o balanceamento novamente, fiquei no prejuízo”, reclama.

Saulo Shivensk Lima (45), representante comercial, teve o pneu do carro cortado numa das quinas da valeta e disse que perdeu uma visita marcada a um cliente por causa do ocorrido. “O pior é que o pneu era novo e outro igual custou R$ 330,00. Além de perder o que poderia ser uma boa venda, ainda tive que gastar com um pneu novo, e ninguém vai me ressarcir”, chateia-se.

A obra para colocação de tubos, feita pela Sanecap, já foi concluída há mais de 30 dias, mas até agora nada foi feito para tapar o grande buraco deixado pela empresa de saneamento. O buraco incômodo fica na Avenida São Sebastião, esquina com a Rua Coronel Barros.

O secretário adjunto de infraestrutura de Cuiabá, Quidalguro Marino Santos Fonseca, tomou conhecimento do problema após contado telefônico com o REPORTERMT, e garantiu uma solução para o problema ainda nesta semana. “Amanhã mesmo (18) mandaremos uma equipe da secretaria ao local para avaliar e resolver o problema deixado pela Sanecap”,











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO