15.07.2010 | 20h24


POLÍCIA

Briga de trânsito em rodovia termina em morte no interior de MT



Uma briga de trânsito que teve início na rodovia BR-163 terminou em morte em Rosário Oeste (cidade distante 133 quilômetros da capital mato-grossense). De acordo com as informações da polícia, os motoristas de dois caminhões, que teriam partido de Cuiabá, vinham se revezando em uma conduta de direção perigosa na rodovia. Um caminhoneiro estaria fechando o outro durante o trajeto na BR-163, nesta quarta-feira.

A discussão teria continuado por volta de 12h. Os dois motoristas se encontraram em Rosário Oeste, quando pararam para almoçar em um restaurante à margem da rodovia. De acordo com a polícia, depois do almoço, a vítima identificada como Robson Ricardo Biri (34) teria jogado pedras na janela do outro caminhoneiro, identificado como W.D.C. (31), e se dirigido para o caminhão com um facão. Ele teria subido na escada ao lado da porta do motorista para tentar atingir W.D.C. com o facão.

Na tentativa de escapar do ataque, o suspeito teria partido, batido de frente com o caminhão da vítima, perdido o controle do veículo, atravessado a pista e batido em uma manilha na outra margem da rodovia. Na segunda colisão, Robson teria caído do caminhão, que ainda estava em movimento. O veículo passou sobre o corpo da vítima, que não resistiu aos ferimento e morreu no local.

O acidente aconteceu em frente ao restaurante. Entre as testemunhas do fato estavam a esposa e o filho de Robson.

O suspeito teria tentado fugir do local do acidente, mas foi encontrado pela polícia em um bairro da zona urbana de Rosário Oeste. W.D.C. já prestou depoimento ao delegado da cidade, que deve ouvir outras testemunhas ainda hoje, e segue detido.

O corpo de Robson Ricardo do Biri deve ser transportado ainda hoje para Maringá (PR), cidade natal da vítima, para sepultamento.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO