14.08.2019 | 16h55


MENINO MORREU

Blogueira depõe na delegacia, diz que não corria na hora da batida e é liberada

Lidiane Campos, esposa do ex-deputado estadual Adilton Sachetti (PRB), deixou o local sem prestar socorro após o atropelar uma família em Roo e matar Daniel Augusto Silva, de 3 anos


DA REDAÇÃO

Lidiane Campos, blogueira e esposa do ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB), se apresentou na Delegacia Especializada de Trânsito (Deletran) na manhã desta quarta-feira (14), para prestar depoimento sobre o acidente que matou o menino Daniel Augusto Silva, de 3 anos, na noite de domingo (11). O marido, Adilton Sachetti, não foi à delegacia. 

Ela estava acompanhada de seu advogado e familiares. Conforme a defesa, Lidiane confirmou que não estava em alta velocidade e que saiu do local por se sentir ameaçada por populares.

RepórterMT/Internauta

carro sachetti.jpg

Carro usado por blogueira após o acidente.

“Os vestígios revelam que há cerca de uma quadra ela havia feito a conversão e já na quadra seguinte ela faria a conversão para sua casa, não daria para o veículo imprimir tanta velocidade em uma quadra. As avarias produzidas também não tiveram rompimento de metal, só plástico que se soltou. Não houve arrastamento ou marcas de frenagem que indicassem que a pessoa estava em alta velocidade, até porque ali não é local”, disse o advogado Wilson Lopes.

RepórterMT/Reprodução

Lidiane Campos, noiva de Adilton Sachetti

Blogueira possui mais de 300 mil seguidores só no Instagram.

O acidente aconteceu num cruzamento na região central de Rondonópolis (212 km de Cuiabá). A blogueira digira uma Hilux e atingiu a família, que estava numa Honda Fan. A criança estava sem capacete e morreu no local do acidente.

Sobre o depoimento de Lidiane, o advogado revelou que “Ela alegou que o fato fuga não ocorreu. Disse que perdeu o controle do veículo e deu seguimento para a direção em que estava. Logo na sequência uma série de populares foi atrás dela, que estava desnorteada, atordoada e muito nervosa com o episódio. Lidiane foi parada por esses populares e essa pessoa desconhecida optou por retirar ela do local”, explicou.

O advogado ainda afirmou que a blogueira demorou três dias para se apresentar, pois estava esperando a intimação policial, mas que nesse período sempre se colocou à disposição.

Outra nova situação é o interrogatório da pessoa desconhecida que retirou a esposa do Sachetti. Ele teria ido até a delegacia de forma espontânea, após saber da repercussão do caso. 

A defesa afirma que o depoimento dessa pessoa condiz com a versão apresentada pela blogueira.

Entenda o caso

O acidente, conforme boletim de ocorrência, aconteceu por volta das 18h40, no cruzamento da rua XV de Novembro com a Avenida Tiradentes, região central de Rondonópolis. 

A blogueira teria fugido do local do acidente e abandonado o carro algumas quadras depois. O veículo foi apreendido e encaminhado para a delegacia.

O casal que estava em uma moto foi socorrido e encaminhado para uma unidade de saúde. O filho deles morreu ainda no local.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER