03.04.2020 | 13h08


POLÍCIA / VIOLÊNCIA MÁXIMA

Bando invade casa, espanca homem a pauladas e joga vítima em matagal

Caso foi registrado no bairro Residencial Nilce Paes Barreto, em Cuiabá, durante a madrugada


DA REDAÇÃO

Um homem de 53 anos, nome não divulgado, acordou no meio de um matagal, na manhã dessa quinta-feira (02) após ter a casa invadida por três bandidos durante a madrugada, no bairro Residencial Nilce Paes Barreto, em Cuiabá. Ele foi espancado a pauladas na rua ao tentar escapar dos criminosos.

Ao recuperar a consciência, o homem gritou por ajuda e foi socorrido por populares.

A Polícia Militar foi acionada, compareceu ao local e conversou com a vítima.

O senhor relatou que três homens invadiram sua casa por volta das 3h, quando tentaram rendê-lo, porém, ele conseguiu correr para a rua, onde foi alcançado e espancado a pauladas até desmaiar e foi jogado no meio do mato.

A vítima não soube identificar os bandidos e nem apontar as características físicas dos agressores.

Questionado sobre alguma desavença ou briga recente que pudesse apontar algum suspeito, o senhor disse não ter nenhum problema com ninguém e que não faz ideia o que motivou a tentativa de homicídio contra ele.

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) prestou os primeiros socorros ao senhor no local e o encaminhou ao Pronto-Socorro Municipal (PSM), onde deu entrada com escoriações pelo corpo e sangramento em um dos braços.

Os militares registraram a ocorrência por crime de tentativa de homicídio e encaminharam à 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé, que investiga o caso e busca pelo paradeiro do bando.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

REMÉDIO POLÊMICO

Você tomaria hidroxicloroquina caso contraísse Covid-19?

Sim. O remédio está no mercado há 70 anos

Não. O remédio não tem comprovação de pesquisa para Covid

Não. Cloroquina é o remédio do Bolsonaro

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO