15.07.2010 | 20h40


POLÍCIA

Bando alugava armas para assaltos



Motos e armas eram alugadas para a realização de assaltos, o último ocorreu na última quinta-feira em um posto de combustível em Várzea Grande

Mais três integrantes do esquema de aluguel de motos e armas em Várzea Grande, foram presos ontem de manhã, por policiais da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos (Derrf) de Várzea Grande. Trata-se de Anderson Bastos de Amarante, o “Japinha”, de 18 anos e dois adolescentes sendo um de 15 e outro de 16 anos que estavam com um revólver calibre 38, usado em dois assaltos ocorridos na última quinta-feira.

Segundo a chefe de operações da Derrf, policial civil Nice Ferreira Alegria, a desarticulação do esquema ocorreu na última quinta-feira com a prisão dos irmãos Allisson Figueiredo Bezerra, de 23 anos e André Luiz Botelho, de 20. Eles foram autuados pelo assalto em dois estabelecimentos comerciais - posto de combustível e uma loja de materiais de construção, ambos na avenida Filinto Muller, no centro de Várzea Grande.

Na segunda-feira, os dois foram interrogados novamente na Delegacia e André negou ter participado do assalto ao posto de combustível e apontou Anderson como cúmplice de seu irmão Allisson. Ele foi mais além –apontou os dois adolescentes como autores do assalto a loja de materiais para construção.

“Quando fizemos o reconhecimento na Delegacia, o Allison foi, de fato, o único reconhecido no assalto ao posto e nenhum deles, no assalto a loja. Já o Japinha e os adolescentes, presos no dia seguinte, foram reconhecidos nos dois assaltos”, explicou a chefe de operações.

Nice Alegria lembrou que falta prender ainda o proprietário da motocicleta Honda vermelha usada nos dois assaltos. Foi a partir da identificação das placas que os policiais esclareceram as duas ações criminosas.

No primeiro assalto, os bandidos chegaram na moto como se fossem abastecer. Assim que o frentista apareceu para atendê-lo, teve um revólver encostado no abdômen. Em seguida, os dois frentistas foram colocados numa sala. Os bandidos fugiram levando R$ 125 em dinheiro, além de celulares.

Cerca de duas horas depois, os dois ladrões invadiram uma loja de materiais para construção onde renderam clientes e funcionários. Das vítimas, os bandidos levaram dois notebooks, celulares e R$1.300 em dinheiro. “No segundo assalto, testemunhas anotaram as placas e,assim chegamos até os autores”, disse um policial. Os notebooks foram recuperados











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO