18.05.2019 | 07h50


TRÊS MORRERAM EM CONFRONTO

Bandidos que atacaram carro-forte roubavam joalherias em Cuiabá

A quadrilha, composta por pelo menos 10 bandidos, já vinha sendo monitorada pela Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá.


DA REDAÇÃO

A quadrilha que teve o ataque a um carro-forte frustrado, no Atacadão do bairro Tijucal, em Cuiabá, no último dia 10, já vinha sendo monitorada pela Polícia Civil, por assaltos cometidos em joalherias na Capital.

De acordo com a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), a quadrilha responsável pelo ataque ao carro-forte é composta por, pelo menos 10 integrantes. Três dos bandidos morreram em confronto com um segurança da Brinks e policiais.

“Essa quadrilha já vinha sendo monitorada pela Polícia Civil, inclusive, alguns integrantes são suspeitos de participarem de assaltos em joalherias nos últimos dias em Cuiabá”, disse o delegado Flávio Stringueta.

O assalto em questão não foi especificado, porém, conforme o  noticiou no dia 25 de abril, três bandidos armados invadiram uma joalheria no bairro CPA 1, em Cuiabá. Os bandidos roubaram vários objetos de valor, além da pistola de um policial militar, que estava no local.

Ainda de acordo com o delegado, os bandidos mortos no Atacadão estavam em posse de armas roubadas, sendo pelo menos uma de um policial militar.

Um vídeo mostra o momento em que o policial se joga no chão e retira sua arma da cintura, se entregando aos bandidos.

Veja as imagens

Furto em joalheria

Outra ação que também foi registrada por câmeras de segurança aconteceu no dia 19 de fevereiro, quando três bandidos arrombaram uma joalheria e furtaram cerca de R$ 20 mil. O comércio fica localizado no cruzamento das Avenidas Historiador Rubens de Mendonça (popularmente conhecida como Av. do CPA) com a Avenida Mato Grosso, região central de Cuiabá.

RepórterMT

delegado Flávio Stringueta

Delegado Flávio Stringueta investiga o atentado no Atacadão.

Assalto no Atacadão

A quadrilha, composta por pelo menos 10 integrantes, já vinha sendo monitorada pelo GCCO, que sabia por meio de inteligência, que haveria ataque a um carro-forte em Cuiabá no dia 10. Os policiais só não sabiam onde ocorreria o crime.

No último minuto, as equipes souberam que a ação aconteceria no Atacadão do bairro Tijucal e foram para o local, onde um vigilante da Brinks já havia matado um dos bandidos.

Quando a Polícia Civil chegou no estacionamento do mercado, se deparou com dois assaltantes em um carro que dava apoio à ação. Houve intensa troca de tiros, que resultou na morte dos bandidos.

Veja vídeo

Os bandidos mortos no confronto foram identificados como: Luciaquino Quirino Serra de Paula, 37 anos, Fábio Aparecido da Costa, 26 anos, e Dauan Félix da Silva (sem idade). Os outros criminosos conseguiram fugir junto com a multidão que fazia compras no local.

Também há a suspeita de que uma vigilante, que estava no carro-forte e foi rendida pelo bandido que anunciou o assalto, estaria envolvida no crime.

Vários vídeos foram divulgados nas redes sociais mostrando o desespero de quem presenciou os tiros. Houve correria e clientes amedrontados se jogando no chão.

Leia mais

Vigilante que aparece em vídeo segurada por bandido estaria envolvida em assalto; Veja

Bandidos fazem limpa em joalheria e roubam arma de PM durante assalto

Trio arromba joalheria e leva R$ 20 mil em mercadorias











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER