03.07.2020 | 09h27


POLÍCIA / CPFs CANCELADO

Bandidos invadem lanchonete, espancam vítimas e são mortos por PM

O assalto foi flagrado por um policial que passou pelo estabelecimento no momento em que os criminosos tinham rendido as vítimas na noite dessa quinta-feira (02), em Peixoto de Azevedo.


DA REDAÇÃO

Dois assaltantes armados, 28 e 38 anos, foram mortos durante troca de tiros com um policial militar (PM) que flagrou os bandidos e, mais um comparsa, assaltando uma lanchonete durante a noite dessa quinta-feira (02) e reagiu à ação criminosa, com reféns, no Distrito de União do Norte, em Peixoto de Azevedo (691 km da Capital).

Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada já na madrugada desta sexta-feira (03), após todas as circunstâncias da ocorrência, quando encontraram com o militar que atuou no caso e relatou os fatos.

De acordo com o policial, ele passava pelo local por volta das 20h, quando percebeu o assalto no estabelecimento, onde o bando armado tinha feito o proprietário e clientes reféns com agressões físicas e ameaças de morte, já que apontava o revólver para a cabeça das vítimas.

Nesse momento, o militar adentrou o estabelecimento, com sua arma em mãos, já gritando: “polícia, mão na cabeça, abaixe as armas”, porém, a ordem não foi obedecida e o ladrão armado ‘surgiu’ do interior da lanchonete apontando o revólver para o PM, quando apertou o gatilho, mas não atingiu o policial.

Nesse momento, o militar revidou o disparo e atingiu o criminoso, que caiu ferido no chão.

Um dos comparsas, ao ver o ‘parceiro’ caído no chão baleado, pegou um dos reféns e colocou um facão no pescoço, ameaçando matar e fazendo a vítima de escudo humano. O militar analisou a situação e numa ação rápida efetuou dois tiros e atingiu o segundo bandido, que também caiu ferido.

No meio da ação, o terceiro comparsa aproveitou a atenção do policial voltada para os dois bandidos para fugir do estabelecimento e não foi mais encontrado.

Em conversa com o dono da lanchonete, este relatou que o trio encapuzado e armado invadiu a lanchonete, anunciando o assalto com violência, fazendo ameaças e mandando todos irem para os fundos da lanchonete. A testemunha ressaltou que o bandido correu para a entrada da lanchonete quando o policial entrou mandando todos se entregarem, momento em que as vítimas escutaram os tiros.

Em seguida, o comparsa pegou uma vítima com o facão e usou de escudo humano, confirmando toda a versão  do militar.

Uma segunda vítima, também confirmou os fatos e relatou que um dos bandidos mortos havia roubado a carteira dele, com dinheiro e documentos e o objeto foi encontrado no bolso da calça de um dos ladrões.

Algumas das vítimas tinham lesões causadas pelas agressões dos bandidos e foram encaminhadas ao posto de saúde para receberem cuidados médicos.

Na sequência, a guarnição policial comunicou o fato à Polícia Civil e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), responsáveis pelos procedimentos no andamento da ocorrência e constatação dos fatos.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO